Futebol Messi bate recorde de Pelé e Barcelona atropela o Valladolid

Messi bate recorde de Pelé e Barcelona atropela o Valladolid

Argentino deixa sua marca e chega aos 644 gols com a camisa do clube catalão, superando o que o brasileiro fez pelo Santos em gols oficiais

Lance
Lionel Messi já marcou 644 gols com a camisa do Barcelona

Lionel Messi já marcou 644 gols com a camisa do Barcelona

Lance

Após tropeçar em casa na última rodada, o Barcelona visitou o Real Valladolid pela 15ª rodada do Campeonato Espanhol nesta quarta-feira e o time de Ronald Koeman venceu por 3 a 0. Lenglet, Braithwaite e Messi marcaram os gols, e agora os catalães estão há quatro jogos invictos no torneio nacional.

Sem tomar conhecimento
Mesmo jogando fora de casa, o Barcelona não se intimidou e tomou conta das ações na etapa inicial. Liderados por Messi, que fez grande partida, os catalães abriram o placar com Lenglet de cabeça aos 20 minutos justamente com cruzamento do argentino. Aos 34, em bela jogada pela direita, Dest cruzou e Braithwaite, de carrinho, desviou para ampliar.

Ele decide
O segundo tempo foi mais equilibrado, principalmente pela necessidade do Real Valladolid em sair para o jogo. Enquanto Ter Stegen resolvia lá atrás, coube a Messi decidir lá na frente. Aos 24 minutos, Pedri deu lindo passe para o camisa 10, que bateu de canhota para fazer o terceiro dos blaugranas.

Superou o Rei
Com o gol marcado nesta quarta-feira, Messi chegou aos 644 gols com a camisa do Barcelona e, desta forma, tornou-se no maior artilheiro por clubes da história do futebol, superando Pelé, que tem 643 pelo Santos. No último fim de semana, o argentino havia igualado o brasileiro. Apenas gols oficiais são levados em consideração nesta contagem.

Sequência
O Campeonato Espanhol terá uma pausa neste fim de semana por conta do Natal e o torneio volta no meio da próxima semana. O Barcelona receberá o Eibar, na terça-feira (29), às 15h15 (de Brasília). No mesmo dia, mas às 17h30 (de Brasília), o Real Valladolid visita o Cádiz.

Time da NFL pagou R$ 8 mi para 'abafar' assédio sexual de dirigente

Últimas