Médico do Botafogo explica rotina dos jogadores durante confinamento

Chefe do Departamento Médico do Alvinegro falou sobre os desafios que situação inédita impõe aos profissionais do clube no acompanhamento dos atletas do futebol profissional

Lance

Lance

Lance

A paralisação do futebol brasileiro em razão da pandemia global do coronavírus levantou um questionamento imediato sobre como os jogadores podem manter o condicionamento físico durante o período de confinamento. No Botafogo não foi diferente e o chefe do Departamento Médico do clube, Dr. Christiano Cinelli, contou, em conversa com o LANCE!, como o clube tem tem acompanhado e auxiliado os atletas à distância. A prioridade, em um primeiro momento, segundo ele, é a saúde.

– A ideia agora no início é tentar preservar a integridade física e a saúde dos atletas. Como estamos em quarentena, orientamos que eles não saiam de casa e, na medida do possível, para que não fiquem parados, até porque a atividade física ajuda na manutenção de uma alta imunidade. Queremos que em caso de contato com o COVID-19 ou qualquer outro vírus eles estejam imunologicamente resistentes.

Segundo o ortopedista, a comunicação com os jogadores tem sido feita por meio do aplicativo WhatsApp e de ligações telefônicas. Muitos jogadores têm tirado dúvidas sobre vacinas e medidas preventivas corretas, enquanto outros mostram maior preocupação com as famílias.

O ineditismo da situação tem gerado desafios para os profissionais que trabalham no clube. A distância e a dificuldade de acessar áreas destinadas a atividades físicas, dificultam o acompanhamento remoto.

–É difícil que todos se mantenham plenamente ativos. A maioria dos prédios ou condomínios blquearam os acessos às áreas comuns. Tudo está muito restrito em relação ao que eles poderiam fazer de exercícios nas academias dos edifícios, piscinas ou mesmo em uma quadra poliesportiva. É um caso único, muito diferente de tudo o que já vimos. Nunca ninguém passou por isso antes. Saber como eles vão evoluir nesse período passa a ser uma questão muito subjetiva, tudo que falarmos agora será especulação – explicou Cinelli.

Departamentos atuam de forma coordenada.

O chefe do Departamento Médico do Glorioso detalhou como tem sido feito o trabalho das diferentes áreas. Além da equipe médica, fisiologistas, nuticionistas e preparadores físicos mantém constante comunicação entre eles para passar os orientações do forma coordenada aos jogadores.

– Orientamos que os jogadores estejam sempre se movimentando, fazendo atividades em casa. O nosso Departamento físico está orientando sobre que exercícios podem ser feitos, como os treinos funcionais, por exemplo. Os Departamentos de Nutrição, Fisiologia e Físico estão trabalhando em conjunto, de forma coordenada, para que todos estejam com o melhor acompanhamento e ligados nos problemas do mundo externo – finalizou.

O Botafogo paralisou suas atividades no futebol e na base, a princípio por um período de 15 dias, diante da suspensão dos campeonatos no Brasil.