Futebol Frustração de Martinelli e incentivos marcam vestiário do Fluminense após empate com o Barcelona-EQU

Frustração de Martinelli e incentivos marcam vestiário do Fluminense após empate com o Barcelona-EQU

Volante parecia o mais abatido em vídeo de bastidores divulgado pelo clube; mais experientes e Roger Machado tentaram dar força

Lance
Lance

Lance

Lance

O clima no vestiário do Fluminense após o empate por 2 a 2 com o Barcelona de Guayaquil (EQU) na última quinta-feira, no Maracanã, era de abatimento e incentivos. Em vídeo de bastidores divulgado pelo clube neste sábado, as imagens mostram jogadores mais experientes e o técnico Roger Machado tentando reerguer a confiança do grupo após o jogo de ida das quartas de final da Libertadores.

– Acabou não, estamos vivos. O bicho pega lá de novo – gritou Lucca aos companheiros no retorno ao vestiário.

– Acontece, f... Vamos, p... Bora, Nino. É assim mesmo, nunca vai ser fácil essas coisas – disse Nene para o zagueiro, autor do pênalti que resultou no segundo gol do Barcelona.

Veja todos os confrontos da Libertadores

O mais abatido parecia ser o volante Martinelli. No primeiro gol dos equatorianos, ele perdeu a disputa no alto com Preciado. O Flu saiu na frente, levou a virada, mas buscou o empate nos últimos minutos com gol de pênalti de Fred.

– Jogador subiu. Eu estava parado, o cara veio correndo - lamentou o jovem, que foi consolado por Nene e recebeu apoio de Luccas Claro.

– Bora. Jogamos para c... Temos que chegar lá e ter a mesma postura que vamos ganhar o jogo – afirmou o zagueiro.

Autor do primeiro gol, Gabriel Teixeira comemorou o quinto dele na temporada e se mostrou confiante para a volta, na próxima quinta-feira, no Equador. O jogador, porém, não deve ter condições de entrar em campo depois de sofrer uma lesão na coxa direita.

– Muito feliz pelo meu primeiro gol na Libertadores, que uma competição que todos sonham em jogar. Fico feliz por marcar nas quartas. Está em aberto o jogo e espero que a gente possa buscar a classificação lá - avaliou Biel.

O técnico Roger Machado também tentou levantar o grupo após a partida. Antes da volta, o Fluminense entra em campo neste domingo para enfrentar o Internacional pelo Campeonato Brasileiro, no Beira-Rio, às 20h30.

– Nós estamos vivos. Tem que estar triste porque a gente podia ter ganhado, construiu para isso, mas dos piores resultados esse não é o pior. Nós temos que ganhar, só isso. Só temos que ganhar o jogo, e isso é a nossa vida, ganhar. Estamos vivos - falou o treinador.

Últimas