Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Eliminado duas vezes pelo Olimpia, Fluminense tem lições para não dar chance ao azar na Libertadores

Tricolor possui vantagem confortável construída no Maracanã

Futebol|Do R7


Lance
Fluminense busca escrever uma nova história contra o Olimpia (FOTO DE MARCELO GONÇALVES / FLUMINENSE FC)

Após a grande vitória do Fluminense sobre o Olimpia no jogo de ida das quartas de final da Libertadores, o Tricolor é tratado como favorito para conquistar uma vaga na semifinal da competição. No entanto, Fernando Diniz precisa preparar sua equipe para uma "guerra".

+ Confira a classificação do Brasileirão

Em duas ocasiões, o Tricolor encarou a equipe paraguaia na maior competição de clubes da América do Sul, sendo eliminado em ambos os confrontos. O Lance! relembra o que deu errado e indica quais cuidados devem ser levados em conta para que o roteiro não se repita na próxima quinta-feira (31).

BOLAS PARADAS EM 2013

Publicidade

Após o 0 a 0 no jogo de ida, o Fluminense decidiu a classificação no Defensores del Chaco, onde chegou a abrir o placar com gol de Rhayner. No entanto, o Time de Guerreiro foi eliminado da Libertadores com dois gols de bola parada, sendo um de falta e outro de pênalti.

+ Abel Braga revela como era trabalhar com Fred em entrevista exclusiva para o Lance! Assista!

Publicidade

Precisando de dois gols para levar o duelo para os pênaltis, o Olimpia terá uma postura diferente do que mostrou no Maracanã, segundo Chiqui Arce, técnico do time. É importante que a equipe de Fernando Diniz evite faltas próximas da área, mas também escanteios, pois a bola aérea é o outro ponto forte dos paraguaios.

BOLA AÉREA EM 2022

Publicidade

Na 3ª fase da Libertadores, o Tricolor derrotou o Olimpia por 3 a 1 no Rio de Janeiro e viajou para o Paraguai com a mesma vantagem desta vez, No entanto, o Time de Guerreiros sofreu uma dura derrota por 2 a 0 e foi eliminado da Libertadores nas cobranças de pênaltis.

Os paraguaios construíram o triunfo em jogadas de bola aérea. Aos 35 minutos, Silva aproveitou um lançamento na área e tocou de cabeça para Recalde, que chegou testando e abrindo o placar. E aos 43 minutos, Derlis González cruzou na área, Walter González cabeceou para grande defesa de Fábio, mas Camacho aproveitou o rebote e encontrou Paiva, que igualou o marcador no agregado.

ÚLTIMO JOGO

Embora tenha enfrentado o Athletico-PR com uma equipe desconfigurada e sem a presença de titulares na Arena da Baixada, o Fluminense deixou a desejar nos dois quesitos no empate por 2 a 2 com o Furacão. Mas esses erros não podem ser cometidos na Libertadores, que é o maior sonho do clube.

Enquanto o primeiro gol do Rubro-Negro saiu em uma jogada de escanteio, Vitor Roque conseguiu empatar o confronto nos acréscimos com um gol de cabeça aproveitando o cruzamento de Cuello e surgindo atrás da zaga tricolor para balançar as redes. Todo cuidado é pouco e a atenção nesses quesitos precisa ser redobrada.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.