Futebol Diego Farias usa última temporada como aprendizado e projeta futuro com Spezia, da Itália

Diego Farias usa última temporada como aprendizado e projeta futuro com Spezia, da Itália

Com cinco gols na última temporada, brasileiro espera voos ainda maiores na Itália

Lance
Lance

Lance

Lance

O atacante Diego Farias projetou como deve ser a próxima temporada com o Spezia no Campeonato Italiano. O atleta toma o último ano como aprendizado e almeja objetivos maiores na equipe. Aos 31 anos, o brasileiro foi um dos destaques do time que chegou à Série A do Calcio e se manteve na elite sem sustos. Com a consolidação da equipe e a bagagem construída, o time está apto para voos maiores.

Diego Farias foi um dos protagonistas do time no ano, somando nove participações diretas em gols do Spezia, sendo cinco gols marcados e quatro assistências - contando partidas da Série A e da Copa da Itália. Os momentos vividos na última temporada são indicativos, segundo o atacante, de que a equipe está preparada para dar passos maiores.

- Acho que aprendemos muito nos últimos anos. Em termos de concentração e de conhecimento dos adversários. Acho que isso é importante. Depois de um ano na Série A, a gente passa a poder pensar em melhores situações. Temos um grupo qualificado e que pode sim almejar em voos maiores. Estamos nos reforçando e acredito que já podemos projetar voos maiores. Temos que trabalhar e tomar como aprendizado os pequenos erros que cometemos nessa temporada de 20/21 - afirmou, ainda comentando do momento individual.

- Eu me sinto muito bem aqui na Itália, sei que posso e vou melhorar ainda mais os meus números na equipe. Tenho um papel de importância para o time e quero cumpri-lo. Gosto desse protagonismo e espero repetir nesse próximo ano. Quero ajudar o clube a pensar grande e conquistar objetivos também grandes. Estou com muita expectativa, muito focado e querendo começar logo. Atacante vive de decidir e eu quero assumir ainda mais esse posto - afirmou.

E Diego Farias tem propriedade para falar quando o assunto é futebol italiano. O jogador chegou na Itália aos 16 anos, após ter feito parte da base no Campo Grande, do Rio de Janeiro. Na Itália defendeu Chievo, Hellas Verona, Foggia, Nocerina, Padova, Sassuolo, Cagliari, Empoli e Lecce, até chegar no Spezia.

Últimas