De virada, Atlético-GO vence o Vasco em São Januário e deixa o Z-4

Dragão saiu atrás no placar, mas conseguiu reverter com dois gols de Renato Kayzer e respirou aliviado na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro

Jogo entre Vasco e Atlético-GO foi emocionante até o fim

Jogo entre Vasco e Atlético-GO foi emocionante até o fim

Lance

A zebra passeou em São Januário nesta quinta-feira (10) e o Atlético-GO venceu o Vasco, de virada, por 2 a 1. Germán Cano abriu o placar para o Cruz-Maltino e Renato Kayzer, em noite inspirada, fez os dois do Dragão, em partida válida pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Atlético chegou a 9 pontos, deixou o Z-4 e é 14º colocado, enquanto o Vasco caiu para a sexta posição, estacionado com 14 pontos. O time de São Januário volta a campo no domingo, às 20h30, para fazer o clássico com o Botafogo, no Nilton Santos, pela 10ª rodada. Mais cedo, às 18h, os goianos enfrentam o Bahia, em Pituaçu.

Dragão começa melhor
O Vasco iniciou a partida com status de favorito, mas o Atlético teve um começo de jogo superior em São Januário. Os donos da casa trocavam passes em busca de espaço, mas não conseguiam achar espaços e ameaçar. Vagner Mancini orientou a equipe rubro-negra a atacar pelo lado esquerdo da defesa vascaína e Janderson criou três boas oportunidades em cima de Marcelo Alves.

Saudades do camisa 10
A primeira chance do Cruz-Maltino foi apenas aos 20 minutos, com Germán Cano, mas o panorama pouco mudou, mesmo com Ramon mandando a equipe adiantar a marcação. O time sentia a ausência do argentino Benítez, referência criativa das últimas partidas. Bruno Cesar tinha atuação apagada e não conseguia exercer bem essa função. Em um contra-ataque, aos 35, Fernando Miguel evitou o primeiro gol do Dragão ao desviar finalização de Chico. Nos minutos finais, Henrique teve boa chance em chute cruzado, mas foi só.

Mesmo panorama
No início da segunda etapa, o panorama se manteve mesmo com as substituições feitas por Ramon, que apostou na juventude de Bruno Gomes e Vinicius. Logo nos primeiros minutos, Janderson obrigou Fernando Miguel a fazer grande defesa. Aos,12, Chico levantou na área, Miguel afastou e no rebote Matheus Vargas mandou de primeira e o goleiro vascaíno teve trabalho novamente.

Euforia e decepção
Mesmo mal na partida, o Vasco foi quem abriu o placar. Talles Magno fez jogada individual e chutou de fora da área. A bola desviou na zaga e caiu nos pés do artilheiro Germán Cano, que não perdoou. No minuto seguinte, no entanto, Renato Kayzer igualou, de cabeça, após cruzamento de Nicolas. Dez minutos depois, em novo cruzamento, de Matheuzinho, Kayzer apareceu de novo e cabeceou livre para decretar a virada do Atlético.

Paredão e VAR
Aos 39, o Vasco teve duas chances de empatar. Primeiro com Cano, aproveitando cruzamento de Catatau e na sequência Pikachu, mas Jean fez dois milagres e garantiu o resultado para o Atlético. Nos acréscimos, Cano chegou a marcar novamente, mas o árbitro anulou o lance com o auxílio do VAR por toque de mão.

VASCO 1 x 2 ATLÉTICO-GO

​Data/Hora: 10/09/2020, às 21h (de Brasília)
Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)
VAR: Rafael Traci (Fifa/SC)
Cartões amarelos: Talles Magno, Vinicius (VAS); João Victor(AGO)
Cartão vermelho: Bruno Gomes (51'/2ºT)
Gols: Germán Cano (16'/2ºT, 1-0), Renato Kayser (17'/2ºT, 1-1 e 28'/2ºT, 1-2)
VASCO: Fernando Miguel, Yago Pikachu, Marcelo Alves, Miranda e Henrique; Andrey (Marcos Jr, 5'/2ºT), Fellipe Bastos (Bruno Gomes, intervalo), Carlinhos (Vinicius, intervalo), Bruno César (Ribamar, 20'/2ºT) e Talles Magno (Ygor Catatau, 35'/2ºT); Germán Cano. Técnico: Ramon Menezes
ATLÉTICO-GO: Jean; Dudu, João Victor, Éder e Nicolas; Edson, Marlon Freitas (Matheus Vargas, intervalo), Janderson (Matheuzinho, 17'/2ºT)e Ferrareis (Everton Felipe, 15'/2ºT); Chico (Oliveira, 32'/2ºT) e Renato Kayzer. Técnico: Vagner Mancini

Fagner jogando vôlei? Palmeirenses zoam o Corinthians após vitória