Cuca enfatiza desequilíbrio emocional em decisão do VAR sobre pênalti

Técnico do Santos deu sua visão sobre a penalidade dada pelo árbitro após toque de mão de Alison. Ele vê um fator emocional importante, principalmente na jovem equipe santista

Lance

Lance

Lance

O Santos perdeu do Palmeiras por 2 a 1, no Morumbi, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O primeiro gol levado pelo Peixe se deu em uma cobrança de pênalti assinalado com a ajuda do VAR, que viu toque de mão de Alison, que estava na barreira em uma cobrança de falta.

O técnico Cuca minimizou a questão do árbitro de vídeo, mas disse que isso causa um desequilíbrio emocional para a jovem equipe do Santos.

- Não determina o resultado até porque buscamos o empate. Mas existe desequilíbrio emocional grande em coisa assim. Jogador jovem se perde um pouco, corrigi no intervalo para não irem falar. Se é dado pelo árbitro com convicção, ok, mas árbitro deixou seguir - disse oi experiente treinador.

Para o comandante santista, o lance foi de interpretação, o que, segundo ele, não foi um erro claro do árbitro de campo, situações em que o VAR precisa intervir na partida.

- VAR interpretou e chamou. Uma pena que interpretação venha de cima. VAR precisa corrigir erro do árbitro e não vejo como erro. Vejo como interpretação - finalizou Cuca.