Futebol Cuca confessa chateação por empate contra o Grêmio e diz que Santos 'veio pra jogar'

Cuca confessa chateação por empate contra o Grêmio e diz que Santos 'veio pra jogar'

Treinador do Peixe também reclama de decisões da arbitragem, entre elas o pênalti a favor do Tricolor, que culminou na igualdade do placar

Lance
Lance

Lance

Lance

O técnico Cuca lamentou o empate por 1 a 1 contra o Grêmio, nesta quarta-feira (09), pela jogo de ida das quartas de final da Libertadores, em Porto Alegre. Embora tenha feito um gol fora de casa, tendo a vantagem do 0 a 0 no jogo de volta, na próxima semana, na Vila Belmiro, o técnico do Santos ficou chateado por ter cedido a igualdade no marcador no último minuto.

O treinador ressaltou a qualidade do adversário, cujo o trabalho é mantido há cinco temporadas, desde a chegada de Renato Gaúcho para o comando do time, e que, sabendo disso, colocou a sua equipe para propor o jogo, pois sabia que se atuasse defensivamente correria mais riscos de sair derrotado.

- Grêmio joga um dos melhores futebol do Brasil, grande elenco, treinador com cinco anos à frente do clube. Quem vem aqui pensando em defender fatalmente perde. Então viemos para jogar, com coragem, e criamos chances, até mais que o Grêmio. Perdemos gols claros no segundo tempo que poderiam ter definido o confronto e fomos penalizados no fim com gol de empate - disse Cuca em entrevista coletiva ao fim da partida.

- Apesar do grande jogo do Santos, saio profundamente chateado com o resultado - acrescentou.

O gol gremista saiu no no último lance do jogo, já nos acréscimos da etapa final, após o árbitro paraguaio Juan Benitez, assinalar um toque de mão do meia santista Vinicius Balieiro dentro da área e conceder um pênalti, convertido por Diego Souza.

- Não é a primeira vez, outro lance inconclusivo. Não vou falar de arbitragem, ficamos reféns de uma interpretação, lupa ou microcâmera para pegar detalhe que não está no sentimento do jogo. Se jogador quis tomar vantagem ou foi casual - afirmou o técnico santista.

Além da penalidade, Cuca questionou outras decisões da arbitragem, principalmente a que culminou no primeiro cartão amarelo dado ao meia Diego Pituca, expulso nos minutos finais. Na oportunidade, ainda no primeiro tempo, o atleta do Peixe dividiu com o meia gremista Pinares, que recebeu o cartão vermelho. Mas, após consulta ao var, o árbitro anulou a expulsão e amarelou o jogador santista.

- Arbitragem mexe no emocional. Expulsa um do Grêmio e VAR retira, amarela e quase te expulsa - pontuou Cuca.

- Pituca vive grande momento. Não questiono a expulsão, mas questiono o primeiro cartão. Era vermelho deles e foi amarelo nosso. Poderia passar batido. Era um lance no fim - completou.

Santos e Grêmio voltarão a se enfrentar na próxima quarta-feira (16), às 19h15, na Vila Belmiro. O Alvinegro entrará em campo classificado, já que possui a vantagem do empate sem gols. Mas, antes do duelo pela Libertadores, o Peixe tem compromisso pelo Campeonato Brasileiro neste domingo (13), às 16h, contra o Flamengo, no estádio do Maracanã, pela 25ª rodada da competição.

Últimas