Futebol Com promessa de mega premiação, Corinthians já mira Liberta-2019

Com promessa de mega premiação, Corinthians já mira Liberta-2019

Andrés Sanchez tem menosprezado a competição sul-americana, mas muda postura ao ouvir que dinheiro para o campeão deve superar a Copa do Brasil 

Corinthians busca classificação para a próxima libertadores

Críticos da Libertadores, Andrés quer vaga na competição por prêmio

Críticos da Libertadores, Andrés quer vaga na competição por prêmio

Reprodução/Lance

Presidente do Corinthians, Andrés Sanchez não mede as palavras quando opta por criticar a Copa Libertadores. Só esse ano, por mais de uma vez ele afirmou que o torneio não é a prioridade do clube, mesmo estando nas oitavas de final - decide contra o Colo-Colo (CHI) na quarta. A última foi na quarta-feira, após a derrota por 1 a 0 para o Fluminense no Maracanã. Mas isso deve mudar a partir do ano que vem, quando o mandatário espera, e muito, que sua equipe esteja disputando a principal competição entre clubes da América do Sul.

Corinthians vence Paraná e quebra marca negativa no Brasileirão

Nos últimos dias, em contato com dirigentes da Conmebol e da CBF, Andrés foi informado de que a entidade máxima do futebol sul-americano pretende alterar a premiação da Libertadores para 2019. Segundo a promessa, os valores superarão os pagos pela CBF atualmente para a Copa do Brasil, disparada a que mais rende recursos financeiros ao campeão. Assim, Andrés tem avisado internamente sobre a importância de o Timão está na Libertadores-2019, seja por qual via for.

Até o momento, a equipe tem três chances. Pelo Campeonato Brasileiro, precisa estar entre os seis primeiros colorados. Atualmente, ocupa a 8ª colocação com 29 pontos, cinco a menos do que o 6º Atlético-MG. Também garante vaga se for campeão da Copa do Brasil, em que disputa a semifinal contra o Flamengo. Por último vencendo a própria Libertadores. Na quarta-feira, precisa tirar a desvantagem de 1 a 0 sofrida no Chile para avançar às quartas de final diante do Colo-Colo.

Na edição deste ano, a Copa do Brasil pagará R$ 50 milhões apenas para o vencedor da final. Ao todo, o campeão da competição pode atingir quase R$ 70 milhões em prêmios. O dinheiro seria fundamental para o Corinthians, que sofre para colocar as contas em dia e tem problema de caixa.

De olho nas recomendações do chefe, o técnico Osmar Loss tem entrado com força máxima no Campeonato Brasileiro. No sábado, bateu o Paraná por 1 a 0 e ganhou fôlego para o duelo na Libertadores. Ele novamente deve mandar seus principais jogadores a campo na tentativa de se manter vivo na Libertadores.

Várzea? ‘Liga’ do futebol amador desembolsa R$ 1,5 milhão em 2018

Enquanto isso, Andrés trata de minimizar a competição, enquanto é tempo.

- Já falei publicamente que o Corinthians está priorizando Copa do Brasil, Brasileiro e Libertadores por último. A diretoria prefere a Copa do Brasil não só pelo aspecto financeiro. São quatro jogos. É um mata-mata e tudo pode acontecer. Depois, o Brasileiro, que temos de pontuar, e depois a Libertadores - afirmou.

A partir de 2019, o discurso, pelo que o dirigente ouviu, terá de ser outro.

É decisão! Saiba como é um dia de final no futebol de várzea em SP