Futebol Com novo ânimo, Paulo Vitor quer voltar a brigar pelo espaço no Vasco

Com novo ânimo, Paulo Vitor quer voltar a brigar pelo espaço no Vasco

Atacante, de 19 anos, estreou pelo profissional no ano passado, mas não conseguiu uma sequência na equipe; ele quer mostrar potencial com Jorginho

Paulo Vitor, jovem atacante e joia do Vasco, quer mais tempo em campo

Aos 19 anos, o jovem Paulo Vitor está com o ânimo renovado para este segundo semestre com a camisa do Vasco. Cria das categorias de base de São Januário, o atacante subiu aos profissionais no ano passado, mas neste 2018 ainda não conseguiu uma sequência para se firmar na equipe. Agora, vem trabalhando de forma intensa com o técnico Jorginho para retribuir a confiança e voltar a dar alegrias aos torcedores vascaínos na busca pelos objetivos.

Curta a página R7 Esportes no Facebook

- O Jorginho é uma pessoa especial e que sempre me tratou com muito carinho. Ele me observa e me passa confiança desde que eu tinha 16 anos. Ele queria me usar quando eu ainda estava no sub-17, mas estava com problemas de lesão e não pude jogar naquela época. Essa volta dele me deu um gás e trouxe de volta a minha confiança. Entrei em campo para disputar aquele amistoso muito motivado e tudo deu certo, graças a Deus - afirmou o atacante.

Ainda em Pinheiral (RJ), no último fim de semana, Paulo Vitor entrou em campo no jogo-treino diante do Madureira, disputado pelos reservas do Vasco. Se destacou na partida marcando um gol e uma assistência. O atacante falou sobre a influência das conversas com o treinador da equipe para que os frutos voltem a ser colhidos por ele durante as oportunidades que estiver em campo para ajudar o Vasco.

- Conversei com o Jorginho e disse que vou buscar sempre o melhor para o Vasco e para o grupo, independente da posição, mas que onde me destaquei e fui mais feliz foi jogando de centroavante, na função do camisa 9. Ele me deu a oportunidade de jogar nessa posição e procurei dar o meu melhor enquanto estive em campo. Consegui fazer um bom amistoso, mas sei que preciso continuar trabalhando para reconquistar meu espaço - lembrou o jogador.

Confira tudo sobre Copa 2018 no R7 Esportes

Nesta temporada, Paulo Vitor vê em Ramon, lateral-esquerdo do Vasco, um espelho a ser seguido dentro da equipe. O atacante conversa bastante com o companheiro, buscando conselheiros do experiente amigo no mundo do futebol. A cria das categorias de base de São Januário lembrou ainda que na temporada passada, a primeira no profissional do Cruz-Maltino, desenvolveu esta mesma experiência com Luis Fabiano, atacante que já deixou o clube.

- Agradeço bastante o Ramon. É um cara que está sempre conversando comigo, dando conselhos, procurando me ajudar. Esteve comigo nos momentos que mais precisei. Tem também o pessoal que jogou comigo na base. Estamos unidos e trabalhando firme para mostrar que a base do Vasco é forte. Eu quero dar a volta por mim. Eu sei que muitos duvidam do meu potencial, mas confio em mim e sei que ainda vou dar muitas alegrias para os vascaínos. Esse é o meu grande desejo para 2018. Quero voltar a ser o Paulo Vitor da base, o Paulo Vitor artilheiro, goleador, decisivo e com espírito de Vasco, de luta e determinação - enfatizou antes de finalizar:

Veja a tabela completa da Copa do Mundo 2018

- Cresci ouvindo muitas pessoas dizerem que temos que ter a ambição de crescer e evoluir todos os dias. Eu busco fazer o meu melhor em todos os treinamentos e gosto sempre de escutar os mais velhos. Tenho o apoio da minha família, dos verdadeiros amigos, dos meus companheiros. Tive uma grande experiência no ano passado, pois pude conviver com o Luis Fabiano. Ele era um cara que puxava minha orelha e cobrava muito, principalmente quando eu estava de titular e jogando na posição dele. Isso foi muito importante para mim naquela época.

LANCE! Footstats
Paulo Vitor no profissional do Vasco
- Jogos: 23
- Gol: 1
- Finalizações: 16
- Assistência: 0
- Desarmes: 13
- Passes certos: 167
- Faltas recebidas: 23
- Cartões amarelos: 3
- Cartão vermelho: 0

As versões femininas dos jogadores da Copa do Mundo

    Access log