Com Diniz, São Paulo consegue série inédita como mandante em 2019

Tricolor conquistou quarta vitória consecutiva em casa, feito inédito na temporada. Técnico faz em menos jogos o que os anteriores não fizeram

Fernando Diniz tem 100% de aproveitamento como mandante pelo São Paulo

Fernando Diniz tem 100% de aproveitamento como mandante pelo São Paulo

Luis Moura / WPP

Desde o início do ano o São Paulo mostrou dificuldades em jogos como mandante, não é à toa que por um bom tempo foi o pior no quesito entre os clubes de Série A. Esse conceito tem mudado desde que Fernando Diniz assumiu o comando da equipe do Morumbi. Até aqui são quatro partidas em casa e quatro vitórias, 100% de aproveitamento e a conquista de sequência inédita até então, que seus antecessores não conseguiram alcançar.

Veja mais: Você lembra quantas vezes o seu time goleou na atual temporada?

O placar de 2 a 0 sobre o Atlético-MG completou uma série de quatro vitórias consecutivas (Fortaleza, Corinthians, Avaí e Galo) do Tricolor como mandante, algo que ainda não havia acontecido em 2019. A maior sequência era de três vitórias com Cuca (Chapecoense, Santos e Ceará) e que havia sido igualada contra a equipe catarinense na rodada anterior do Brasileirão.

Fernando Diniz é o quarto treinador do São Paulo neste ano, sucedendo André Jardine, Vágner Mancini e o já citado Cuca. Todos eles dirigiram o time por mais jogos e não conseguiram fazer com que fosse possível uma série deste tamanho de vitórias consecutivas em casa. Para se ter uma ideia, antes de Cuca empilhar os três triunfos seguidos, não houve mais do que uma vitória. A equipe ganhava uma e na sequência empatava ou perdia.

Em outras palavras, além de registrar um número significativo de vitórias, Diniz conseguiu, aparentemente, colocar um ponto final na oscilação do Tricolor quando atua em seus domínios, algo que era bastante criticado em trabalhos anteriores. Cuca, por exemplo, caiu justamente após uma derrota por 1 a 0 para o Goiás, no Morumbi. Jardine também perdeu o cargo depois de eliminação em casa para o Talleres-ARG em fase preliminar da Libertadores.

Veja mais: Diego Alves garante vitória sofrida. E Jesus tem ataque de fúria

Até aqui, o Tricolor fez 26 jogos como mandante na temporada, venceu 11, empatou 11 e perdeu quatro, o que ainda o deixa no fim do ranking se comparado com os clubes de Série A. Já no Brasileirão, os são-paulinos estão na quinta posição entre os mandantes, com oito vitórias, seis empates e apenas uma derrota, totalizando 66,7% de aproveitamento.

Melhor defesa do campeonato, com apenas 17 gols sofridos, o São Paulo levou dois gols em sete partidas sob o comando de Fernando Diniz, média de 0,29 por jogo. Nesses quatro confrontos como mandante, a única vez que o time foi vazado foi contra o Fortaleza, no Pacaembu. A outra bola na rede que tomou foi diante do Cruzeiro na derrota por 1 a 0, no Mineirão.

Com essa melhora de desempenho em casa, a tendência é de que o torcedor possa voltar a comparecer ao estádio em maior número. O público de quase 19 mil pessoas diante do Atlético-MG é bem inferior à média do clube no Brasileirão, que é de 32.331 por partida. O próximo duelo do São Paulo como mandante acontece no dia 7 de novembro, contra o Fluminense, no Morumbi.

Veja mais: Corinthians reencontra Ferroviária na final da Libertadores Feminina

Antes disso, Diniz e seus comandados têm duas missões fora de casa pelo Brasileirão. A primeira contra o Palmeiras, no Allianz Parque, às 19h30, na próxima quarta-feira (30), pela 29ª rodada e a segunda contra a Chapecoense, no próximo sábado (2), às 21h, na Arena Condá, pela 30ª rodada do Brasileirão. Neste momento o Tricolor ocupa a quarta posição na tabela, com 49 pontos.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

Estudo mostra os clubes mais endividados do futebol brasileiro