Coronavírus

Futebol Casos de covid no Corinthians fazem Mancini acumular funções

Casos de covid no Corinthians fazem Mancini acumular funções

Profissionais de diversas áreas foram contaminados e estão em isolamento. 'Tem sido um dia a dia cansativo', diz treinador

Lance
Lance

Lance

Lance

O surto de coronavírus que atingiu o Corinthians não afetou apenas o elenco, que conta com 14 jogadores que contraíram a doença. Diversos profissionais que trabalham no dia a dia do CT Joaquim Grava também foram infectados e estão em isolamento. Por causa disso, o técnico Vágner Mancini tem acumulado funções dentro do clube.

Veja também: Alguns gols que marcaram a carreira do fenômeno Ronaldo

O Corinthians não divulgou quais foram os profissionais infectados, apenas o nome dos jogadores. Em relação aos outros departamentos, são quase 20 pessoas afastadas por causa da covid-19, dentre elas o diretor de futebol Roberto de Andrade e o gerente Alessandro Nunes.

- Para dificultar ainda mais, temos um staff do dia a dia, com diretoria, funcionários e grupo de apoio, que também teve pessoas infectadas. Tivemos uma perda muito acentuada em todos os setores do clube. A semana toda eu, Flavio de Oliveira (preparador físico) e Duílio (Monteiro Alves, presidente) chegamos às 7h no campo e tentamos resolver todos os assuntos que também faziam parte dessas pessoas que infelizmente não podem estar ali - afirmou Mancini.

- Tem sido um dia a dia cansativo, mas tem nos dado prazer, porque é muito interessante quando você tem a oportunidade de viver o clube na sua intensidade. Viver o Corinthians é para poucas pessoas. Eu sou muito grato por isso. Óbvio que com essa situação que estamos vivendo tive que abraçar outras funções, assim como o Duílio tem abraçado outras e o Flavio também. Mas é muito importante saber que fazer parte de um clube desse tamanho e se doar acaba sendo significativo, porque você chega no jogo com conteúdo muito maior, consegue expressar aos atletas o que realmente está acontecendo, e eles estão se superando - acrescentou o treinador.

Em relação ao elenco, os 14 jogadores contaminados foram os goleiros Cássio, Caíque França e Guilherme, o zagueiro Raul Gustavo, os laterais Fábio Santos, Lucas Piton e Fagner, os volantes Xavier, Gabriel, Ramiro e Camacho, os meias Vitinho e Ruan Oliveira e o atacante Cauê.

Com Neymar na liderança, veja sul-americanos mais valiosos do futebol

Últimas