Futebol Carille sobre partida contra o Racing: 'É o maior desafio do ano'

Carille sobre partida contra o Racing: 'É o maior desafio do ano'

Após má atuação do Corinthians em Novo Horizonte, técnico busca encontrar a melhor formação para jogo da quinta-feira, pela Sul-Americana

corinthians, carille, racing

Carille diz que não costuma trabalhar lado emocional

Carille diz que não costuma trabalhar lado emocional

Lance

O Corinthians entrou com uma escalação inédita contra o Novorizontino, neste domingo, o que definitivamente não funcionou. Escalado por Carille num 4-4-1-1, com Vágner Love atrás de Boselli, a equipe mostrou um futebol apático, pouco criou e saiu derrotado por 1 a 0 em Novo Horizonte, no jogo válido pela 6ª rodada do Campeonato Paulista.

Leia mais - Carille: 'Corinthians fez um jogo melhor, mas tem de evoluir mais'

O comandante alvinegro tem uma nova chance para encontrar o melhor Corinthians na próxima quinta-feira (13), em casa, contra o Racing Santander, pela Sul-Americana. Em entrevista, o técnico classificou o jogo como o maior desafio do time até o momento, não deu detalhes sobre possíveis alterações, e já lembrou o clássico contra o São Paulo, pelo Paulistão, no próximo domingo (17).

- Não projetamos nada em relação a quem vai jogar, mas são competições diferentes. O gol fora tem muita importância. Pra mim vai ser o maior desafio do Corinthians até esse momento. Um time que está liderando o Campeonato Argentino, está no segundo turno e parou pouco em dezembro. Para início de trabalho é o maior desafio. Depois o clássico, (contra o São Paulo) no qual temos de pontuar para entrar na zona de classificação. Mas primeiro pensamos no Racing.

Uma atuação tão pouco inspirada com a do Timão contra o Novorizontino, muitas vezes, mina a confiança de jogadores de futebol. Perguntado sobre a necessidade de agir sobre o emocional de seus comandados por uma nova atitude no jogo da quinta-feira, Carille minimizou:

- Não sou muito de trabalhar o lado emocional. Trabalho mais o lado tático. Claro que cuidamos de tudo. Jogar no Corinthians é motivante demais. Mas estamos em um processo de melhorar bastante. E vai melhorar com trabalho e no decorrer dos jogos.

A derrota neste domingo deixou o Corinthians na terceira posição do Grupo C, que tem Ferroviária e Bragantino no topo da tabela, respectivamente. O alvinegro tem mais quatro rodadas para atingir no mínimo a segunda colocação e se classificar para a fase final da competição. O desafio começa contra o São Paulo no próximo domingo (17), às 19h, na Arena Corinthians.

Já a partida contra o Racing Santander, pela Sul-Americana, vale a classificação para a segunda-fase da competição, que precede as oitavas de final. O jogo de volta, na Argentina, acontece no dia 27 de fevereiro, às 21h30, no Presidente Perón.

Veja a galeria: Negócio fechado! Veja as contratações do mercado da bola