Bruno Alves vê evolução individual e acredita em São Paulo forte em 2020

Zagueiro foi um dos pilares do time na temporada 2019, comandando a melhor defesa do Brasileirão e recebendo prêmios. Na próxima temporada ele espera um Tricolor melhor

Lance

Lance

Lance

O São Paulo terminou a temporada sem títulos, jejum que já dura sete anos, mas nem por isso seu jogadores perdem destaque. Um desses casos é o de Bruno Alves, que mais uma vez terminou o ano em alta, conquistando prêmios individuais e se garantindo como um pilar defensivo da equipe. Ao site oficial do clube, ele falou sobre seu desempenho em 2019 e projetou bom 2020.

TABELA
> Veja tabela e simulador do Paulistão clicando aqui

Embalado pela campanha no mata-mata do Paulistão, que levou o Tricolor para a final, Bruno foi eleito pela FPF um dos melhores zagueiro da competição. Após uma primeira fase complicada para os são-paulinos, ele já tinha sido um destaque, que acabou sendo potencializado nas fases eliminatórios, principalmente na semifinal, contra o Palmeiras, que não marcou gols.

- Foi muito importante ter sido eleito melhor do Paulistão, pela Federação Paulista de Futebol, podendo representar meus companheiros após uma grande campanha, que por detalhes não foi coroada com título - disse o beque.

No Campeonato Brasileiro, apesar de ter ido para o banco de reservas com Cuca em um curto espaço de tempo, sua boa forma na zaga continuou e não há dúvidas de que Bruno Alves foi responsável direto pelo São Paulo ter terminado a competição como a defesa menos vazada, com apenas 30 gols sofridos em 38 rodadas, ou seja, média de 0,79, menos de um tento por jogo. Dessa forma, ele conquistou o Troféu Mesa Redonda, como melhor da posição.

- Fiquei feliz e muito realizado em poder conquistar este prêmio de melhor zagueiro pelo Mesa Redonda, da Gazeta, uma premiação muito tradicional e que vem de anos. Divido tudo isso com todos do clube, com minha família, amigos e torcedores por tudo que me proporcionaram nesta temporada.

​Com 52 jogos oficiais em 2019, ele foi o terceiro jogador do elenco que mais entrou em campo na temporada, perdendo apenas para Reinaldo (53) e para Tiago Volpi (58), sendo que esse último ficou fora de apenas duas partidas no ano. Bruno valorizou seu ano individualmente, apesar da falta de títulos, mas promete que o clube entrar forte na disputa para vencer em 2020.

- Faço um balanço muito positivo do meu ano e estou contente pela evolução. Infelizmente, não conseguimos alcançar alguns objetivos traçados, mas a equipe vai entrar forte em 2020 e certamente vamos brigar por títulos.

O zagueiro, que em 2018 já havia feito uma grande temporada, recebeu uma valorização salarial no fim do ano passado e em maio de 2019 ampliou seu vínculo, que iria até o fim de 2020, e passou a valer até 30 de junho de 2023. A renovação do contrato como Bruno era uma das prioridades dos dirigentes são-paulinos, que veem o jogador como essencial para o elenco. Ao todo, o defensor tem 99 jogos pelo clube e vive a expectativa pelo centésimo.

- Espero seguir assim, crescendo sempre, coletiva e individualmente, em busca de colocar o São Paulo no topo. Será meu quarto ano de clube, o terceiro desde o início. Em 2019, ainda pude renovar o meu contrato, o que me deixou muito satisfeito e ainda mais motivado em seguir fazendo meu melhor - concluiu.

O elenco do São Paulo curte férias neste momento, mas já tem data para se reapresentar. Será no dia 6 de janeiro, no CT da Barra Funda. No dia seguinte a delegação segue para o CT de Cotia, onde ficará por cerca de dez dias para aperfeiçoar os treinamentos de pré-temporada. O Tricolor estreia no Paulistão no dia 22 de janeiro, contra o Água Santa, no Morumbi.