Futebol Áudios do VAR: árbitro não viu pênalti para o Santos no primeiro gol

Áudios do VAR: árbitro não viu pênalti para o Santos no primeiro gol

Wilmar Roldán afirmou que a mão estava colada no corpo e que lance foi natural

Lance
Lance

Lance

Lance

Na tarde desta quinta-feira (14), a Conmebol divulgou os áudios dos lances revisados pelo VAR na vitória do Santos sobre o Boca Juniors por 3 a 0, na Vila Belmiro, pelo jogo de volta da semifinal da Taça Libertadores. Dois lances cruciais da partida foram revisados, um possível pênalti a favor do Santos e a expulsão do jogador xeneize.

O lance do primeiro gol teve checagem de uma possível infração de mão e da posição de Diego Pituca, autor do gol. Os jogadores de Santos e Boca chegaram a parar na jogada, mas o volante do Santos seguiu após alguns segundos e chutou para o gol.Nos áudios, o árbitros Wilmar Roldán, da Colômbia, fala duas vezes que o toque de mão foi natural.

- Possível mão - diz o VAR.

- Mão colada ao corpo - rebate o árbitro.

Na sequência, enquanto analisam um possível impedimento de Diego Pituca, o árbitro reforça a sua decisão sobre a bola na mão do zagueiro do Boca Juniors.

- Na situação da mão vejo com um lance natural - afirmou Roldán.

Outro episódio checado foi a expulsão de Frank Fabra após pisar de propósito no Marinho no início do segundo tempo. O camisa 18 levou cartão vermelho direto pelo árbitro de campo, colombiano Wilmar Roldán, e os árbitros de vídeo checaram o lance rapidamente, sem discussão pela conduta violenta.

Últimas