Copa América 2019
Futebol Argentina e Paraguai empatam e levam definição para última rodada

Argentina e Paraguai empatam e levam definição para última rodada

Cada seleção teve um pênalti marcado em partida disputada na noite desta quarta-feira (19), no Mineirão, em Belo Horizonte: 2 a 2

Copa América


Após sair atrás, a Argentina jogou bem no segundo tempo e conseguiu empatar com o Paraguai em 1 a 1, na noite desta quarta-feira (19), no Mineirão, pela segunda rodada do Grupo B da Copa América. Os hermanos mandaram mal no primeiro tempo, quando os paraguaios dominaram e saíram na frente com Richard Sánchez. No segundo tempo, o time de Messi e companhia acordou e igualou com Messi. Dois pênaltis foram marcados nesta partida, que fez a definição de vagas ser adiada para a última rodada.

Leia mais: Tite confunde mérito e nepotismo com filho na comissão

Com o resultado, a Argentina chegou ao primeiro ponto, mas segue na lanterna do Grupo B da Copa América pelo saldo de gols. O Paraguai chegou a dois pontos, ocupando o segundo lugar. O Qatar está em terceiro, com um ponto também. As três seleções chegarão na rodada final, no domingo, com chance de classificação - apenas a Colômbia começará já com a vaga. Às 16h de domingo, enquanto hermanos enfrentam qatarianos, na Arena do Grêmio, paraguaios, na Fonte Nova, duelam com os colombianos.

COSME: Só um jogador tem razão para rir do fracasso do Brasil: Neymar

HERMANOS DE MAL A PIOR...
Depois de ter errado bastante na estreia na Copa América, quando foi derrotada pela Colômbia por 2 a 0, a Argentina não mostrou evolução neste segundo jogo, agora diante do Paraguai. Os hermanos praticamente não criaram no primeiro tempo, Messi foi mais do que apagado, enquanto os jogadores paraguaios aproveitavam os espaços, levando perigo ao gol defendido por Armani. Um exemplo foi aos 28 minutos, quando Derlis González mandou forte, a bola desviou e foi para fora.

FAZENDO JUS AO DESEMPENHO
O Paraguai seguiu pressionando, aproveitando o nervosismo de uma Argentina que praticamente dormia em campo. E, aos 36 minutos do primeiro tempo, o esforço dos comandados de Eduardo Berizzo acabou surtindo o efeito esperado. Almirón puxou o contra-ataque e foi até a linha de fundo, quando levantou a bola para a grande área e Richard Sánchez, tranquilo, estufou as redes e foi comemorar o 1 a 0 no placar - jogo foi ao intervalo assim, fazendo jus ao desempenho.

ARGENTINA ACORDA - VAR AJUDA!
Na volta do intervalo, a substituição promovida por Lionel Scaloni - a entrada de Agüero no lugar de Pereyra - acabou dando um novo ânimo para a Argentina, que acordou para o jogo. O meio de campo passou a funcionar e levar perigo ao gol defendido por Gatito Fernández. Aos seis, o goleiro titular do Botafogo fez milagre em tentativa de Messi. No mesmo lance, o árbitro de vídeo auxiliou em pênalti - inexistente - para os hermanos, com aos 11 o mesmo Messi convertendo, 1 a 1.

JOGO FICA ABERTO ATÉ O FIM
Logo depois de a Argentina empatar a partida, pênalti corretamente marcado para o Paraguai - Otamendi foi infantil ao derrubar Derlis González. Aos 17, o próprio Derlis foi para a cobrança, mas o goleiro Armani brilhou, defendendo. Após isto, a partida ficou bastante aberta até o fim, com as duas seleções criando oportunidades. Mas o resultado acabou sendo confirmado no 1 a 1. Diante das atuações distintas pelos tempos, justo. E a situação das seleções fica indefinida para a última rodada da fase de grupos.

ARGENTINA 1 X 1 PARAGUAI

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data/hora: 19/6/2019 - 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (BRA) 
Auxiliares: Marcelo Van Gasse (BRA) e Rodrigo Corrêa (BRA)
Árbitro de vídeo: Leodán Gonzalez (URU)
Público/renda: 35.265 pagantes/R$ 6.718.370,00
Cartões amarelos: Armani, Tagliafico, Otamendi (ARG) e Gustavo Gómez, Rodrigo Rojas (PAR)

GOLS: Richard Sánchez 36'/1ºT (0-1) e Messi 11'/2ºT (1-1)

ARGENTINA: Armani, Casco, Pezzella, Otamendi e Tagliafico; Roberto Pereyra (Agüero intervalo), Paredes, Lo Celso e Rodrigo De Paul (Matías Suárez 41'/2ºT); Messi e Lautaro Martínez (Di María 21'/2ºT). Técnico: Lionel Scaloni.

PARAGUAI: Gatito Fernández, Iván Piris, Gustavo Gómez, Alonso e Arzamendia; Rodrigo Rojas, Richard Sánchez, Almirón (Ortiz 40'/2ºT) e Matías Rojas; Santander (Óscar Romero 26'/2ºT) e Derlis González (Escobar 44'/2ºT). Técnico: Eduardo Berizzo.