Futebol Após três meses afastado, Jucilei volta aos treinos no São Paulo

Após três meses afastado, Jucilei volta aos treinos no São Paulo

Volante, que foi liberado para procurar clubes após a Copa América, já havia voltado a treinar no CT da Barra Funda, mas pela 1ª vez se juntou ao elenco

Brasileirão

Jucilei voltou a treinar e pode ser utilizado por Fernando Diniz

Jucilei voltou a treinar e pode ser utilizado por Fernando Diniz

Lance

Nesta manhã de terça-feira, uma cena que há muito não se via esteve presente nos olhos dos jornalistas no CT da Barra Funda: a chegada de Jucilei ao campo para treinar com o elenco do São Paulo. Desde meados de junho que o volante não participativa de uma atividade, o que significa que ele está reintegrado e estará à disposição de Fernando Diniz quando tiver as condições físicas ideais.

O meio-campista já havia voltado a treinar no CT na última semana, porém em horários alternativos, sem contato com o grupo de jogadores. Antes disso, ele estava treinando por conta própria junto com sua família, no Rio de Janeiro. Não há previsão para quando o atleta retornará à lista de relacionados, mas tudo indica que ele será utilizado por Fernando Diniz no restante do Brasileirão.

Jucilei foi afastado por Cuca, juntamente com Nenê e Bruno Peres, pois não faziam parte dos planos do treinador. A liberação para que o trio procurasse um novo clube aconteceu na volta da folga durante a Copa América, antes de a delegação embarcar para concentrar e realizar um período de treinos no CT de Cotia. Em seguida, o volante recolheu seus pertencem da Barra Funda.

Os outros dois afastados já estão defendendo outras camisas: Nenê, no Fluminense, e Bruno Peres, no Sport. Por ter contrato longo, até dezembro de 2021, Jucilei passou a ter a situação mais complicada para sair e nenhuma proposta chegou enquanto as janelas internacionais e nacional estavam abertas. Ponto que fez o Tricolor optar pela reintegração aos trabalhos, especialmente neste momento, em que Cuca, responsável pelo afastamento, já saiu.

Sem atuar desde o dia 21 de abril, na final do Campeonato Paulista, contra o Corinthians, na Arena, o volante não deve ter chances no time tão cedo, já que está fora de ritmo de jogo e enfrenta uma concorrência grande na posição, como Tchê Tchê, Liziero, Luan, Hudson e Igor Gomes, além de Hernanes e Daniel Alves, que também podem ser utilizados na função.

Carrões de Hamilton: piloto abre garagem de casa só por ostentação