Após estreia 'precoce' no São Paulo, Diniz tem semana cheia de treinos

Com apenas um treino, técnico fez seu primeiro jogo à frente do time. Agora terá pelo menos três atividades para começar colocar sua 'cara' no Tricolor

Fernando Diniz "ganhou" uma semana livre para começar a implantar seu estilo

Fernando Diniz "ganhou" uma semana livre para começar a implantar seu estilo

Rubens Chiri/São Paulo

Tudo aconteceu muito rápido, em menos de 48 horas Fernando Diniz foi anunciado como técnico, comandou o primeiro treino do time e fez sua estreia no comando do São Paulo. O saldo dessas mudanças "relâmpago" foi a conquista de um ponto e a tranquilidade para iniciar um trabalho. Somado a isso, o treinador "ganhou" uma semana completa de treinamentos para o começar a implementar sua filosofia de jogo no dia a dia são-paulino.

Veja mais: O futebol brasileiro está perdendo o jogo para si mesmo

O empate em 0 a 0 com o Flamengo não apresentou uma atuação totalmente com a "cara" de Diniz, mas certamente já foi possível perceber as pequenas doses de seu estilo colocadas em prática, como as saídas com trocas de passe desde o campo de defesa, a marcação adiantada e as linhas altas. Claro, tudo em caráter de esboço, o possível após apenas um dia de trabalho.

- Claro que quanto mais tempo de trabalho você tem, melhor fica para o seu time. Se tivéssemos tido um jogo com mais posse e de articulação na saída de bola, essas coisas vamos ver mais no São Paulo com o passar do tempo. Estou muito feliz com o resultado e como ele foi construído - analisou o técnico.

O elenco do São Paulo recebeu folga no último domingo e nesta segunda-feira pela manhã se reapresenta para uma semana cheia de treinos, já que a próxima partida será apenas no sábado, contra o Fortaleza, no Pacaembu. Período crucial para que Diniz já possa começar a aplicar sua filosofia de jogo e ele não pretende deixar isso para depois e vai usar todo o tempo que tiver para que, aos poucos, o time entre em contato com as ideias que serão usadas.

Veja mais: Roberto Melo fala que clube tentará escutar áudio do VAR em jogo contra o Flamengo

- Já vamos colocar nesta semana, que são uns três treinos. Na segunda os jogadores se recuperam e na véspera não podemos fazer quase nada. O plano é já dar uma cara daquilo que pretendemos no time. Treinar algumas coisas no meu padrão de posse. Fizemos um pouquinho hoje (sábado), um simulacro do que queremos daqui para frente. Nesta semana é ir colocando as ideias aos poucos - explicou em entrevista coletiva após o empate no Maracanã.

Ainda que tenha esse raro período de treinamentos nesta época do ano, Diniz não descarta fazer uso do modelo de jogo que possibilitou o ponto conquistado contra o líder do Brasileirão. Para ele, o importante no momento é fazer o "jogo possível", enquanto implementa o estilo de sua preferência.

- A gente vai fazer sempre o jogo que é possível, todos sabem a minha preferência. Conforme vai andando a gente vai implementando meu estilo para aumentar a chance do São Paulo vencer. Aquele jeito, para mim, é o melhor jeito de ganhar, o jeito que facilita. Além de ser um estilo bonito que as pessoas apreciam. Foi ele que me trouxe ao São Paulo - concluiu.

Veja mais: Marquinhos Santos exalta o espírito guerreiro da Chape

O São Paulo se reapresenta nesta segunda-feira, às 9h30, no CT da Barra Funda, de olho na preparação para enfrentar o Fortaleza, no próximo sábado, às 17h, no Pacaembu, já que o Morumbi receberá o show da banda Iron Maiden. A partida é válida pela 23ª rodada do Brasileirão-2019.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

Jogadores x treinadores: relembre episódios como de Ganso e Oswaldo