Futebol Após denúncias de racismo e assédio no clube, presidente eleito do Santos cobra 'providências da atual gestão'

Após denúncias de racismo e assédio no clube, presidente eleito do Santos cobra 'providências da atual gestão'

Acusações foram feitas entre funcionários do Peixe contra superintendente e de finanças e gerente de controladoria do clube

Lance
Lance

Lance

Lance

O presidente eleito do Santos, Andrés Rueda, emitiu uma nota oficial na tarde desta quarta-feira (23), cobrando posicionamento da atual administração do clube referente a acusações de assédio moral e racismo entre funcionários do Peixe.

A denúncia foi feita através de uma matéria publica do site da "ESPN".

- O presidente eleito do Santos, Andres Rueda, soube pela imprensa das acusações de racismo feitas entre funcionários do Clube. Aguardamos o posicionamento da atual gestão do Clube e esperamos apurações aprofundadas sobre esses casos de discriminação. Segundo Rueda, “não será tolerado nada nesse sentido e esperamos que providências enérgicas sejas tomadas pela atual gestão - diz a nota.

Veja a classificação do Brasileirão e simule os próximos jogos

Na publicação, uma funcionária do setor de Recursos Humanos do Santos relata ter sido vítima de assédio do superintendente de administração e finanças do clube, Luiz Eduardo Silveira. Enquanto um advogado, acusa o gerente de controladoria, Roberto Rabelato, de injúria racial. Ambos os denunciantes tiveram as suas identidades preservadas.

No primeiro episódio, a funcionária, negra, afirma ter sido humilhada por Silveira, que protelou reuniões, evitou contatos e, em certa ocasião, solicitou a retirada dela no departamento na qual foi contratada, com redução salarial e corte de benefícios. Ao comunicar o presidente Orlando Rollo, o retorno seria que a funcionária seria remanejada para o setor de marketing, fora da sua qualificação, como forma de ajuda-la após o pedido da sua retirada no RH.

Já na segunda situação, a reportagem da ESPN obteve um áudio de uma reunião onde o presidente Orlando Rollo estava presente e um advogado acusa o gerente de controladoria de racismo em uma situação onde, ao abrir a sala do denunciante, Roberto Rabelato fez alusão à senzala. No áudio, o "controller" admite ter cometido a denúncia.

De acordo com a publicação original, o Santos decidiu encaminhar o assunto para apuração através da Divisão de Inquérito e Sindicância.

Tanto Luiz Eduardo Silveira, quanto Roberto Rabelato foram contratados pelo Peixe após o ingresso de Orlando Rollo à presidência santista, no fim de setembro, inicialmente após afastamento de José Carlos Peres no comando do clube, por conta de irregularidades administrativas, e posterior impeachment contra o cartola, em novembro, pelo mesmo motivo.

Eleito no dia 12 de dezembro e empossado na última segunda-feira (21), Andrés Rueda e o seu Comitê Gestor iniciarão os seus trabalhos no Santos, de forma oficial, a partir do dia 1º de janeiro.

Últimas