Campeonato Brasileiro

Lance Em noite de Patrick, Internacional vence o América-MG e cola no G4

Em noite de Patrick, Internacional vence o América-MG e cola no G4

O meia marcou dois gols diante dos Mineiros. Colorado foi mais competente na partida e superou o Coelho, no Beira-Rio

Lance
  • Lance | por Lance

Internacional venceu o América-MG, na noite desta quarta-feira (13), em Porto Alegre

Internacional venceu o América-MG, na noite desta quarta-feira (13), em Porto Alegre

Lance

O Internacional foi competente e superior ao América-MG, que foi derrotado pelos gaúchos por 3 a 1, gols de Patrick, duas vezes, Yuri Alberto, com Ademir descontando para o Coelho no duelo desta quarta-feira (13), no Beira Rio, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Colorado chegou aos 39 pontos, na 7ª posição, apenas um ponto a menos do que os rivais direto pelo G6, Corinthians e Palmeiras, e dois de desvantagem para o Red Bull Bragantino, quarto colocado. A noite foi de Patrick que garantiu os três pontos para o time de Porto Alegre.



A equipe de Diego Aguirre marcou oito gols em duas partidas em casa, na volta do seu torcedor. Na partida contra o Coelho, o Inter quebrou a invencibilidade americana de oito jogos sem perder.

O América segue na 10ª posição, com 31 pontos, mas pode perder posições ao fim da rodada, pois São Paulo, Ceará e Cuiabá ainda jogam nesta quinta-feira.

Quando Patrick marcou um golaço, aos 13 minutos do primeiro tempo, a sensação era de que o América poderia ficar tenso e permitir que o Inter conseguisse mais espaços. Mas, o time mineiro manteve a calma e dois minutos depois empatou com Ademir, tranquilizando de vez o jogo. E, a equipe de Vagner Mancini teve mais chances de ampliar do que os gaúchos.

Diego Aguirre reposicionou o Colorado na primeira parte do segundo tempo, colocando seu time dentro do campo americano, prendendo o Coelho no campo de defesa, criando algumas chances. Não era um a pressão intensa, mas foi uma estratégia de “empurrar” o América no seu campo. O Colorado barrou os avanços dos rápidos Ademir e Fabrício Daniel…

A postura do Inter de ficar no campo do América foi certeira. A bola não passava muito do meio de campo e o Coelho permitiu que o Colorado ganhasse território, sem reação americano. O resultado: segundo gol de Patrick, artilheiro da noite.

No segundo tempo, o time gaúcho entendeu todos os caminhos que o Coelho estava usando para atacar. E, “trancou” todos. Assim, as individualidades dos mineiros sumiram, com Ademir e o restante dos atacantes sem espaço e inspiração.

Foram quatro vitórias e quatro empates do Coelho, saindo da zona do rebaixamento para a 10ª posição. Foi um resultado normal e não é para o time mineiro de desesperar, pois terá um duelo contra um rival direto na luta contra o rebaixamento, o Bahia, em casa, e poderá recuperar os pontos perdidos em Porto Alegre.

O atacante ia ser substituído, mas ele não deixou de marcar, fechando o placar no Beira Rio. Yuri Alberto chegou aos 11 gols e está como artilheiro isolado do campeonato.

A vitória sobre o América-MG deixou o Inter com 39 pontos, um a menos do que Palmeiras e Corinthians, os dois próximos rivais dos gaúchos e rivais diretos na briga por uma vaga direta na Libertadores de 2022. O Colorado está muito vivo na competição. Longe do título, mas forte na briga pelo G4.

Próximo jogo

O Colorado encara o Palmeiras, domingo, 17 de outubro, às 16h, no Allianz Parque. Já o Coelho recebe o Bahia no sábado, 16, às 21h, no Independência.

Ficha técnica

INTERNACIONAL 3 X 1 AMÉRICA-MG

Data: 13 de outubro de 2021
Horário: 21h30 (de Brasília)
Local: Beira Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Jean Marcio dos Santos e Lorival Candido das Flores (ambos do RN)
VAR: Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN)
Gols: Patrick, aos 13’ do 1ºT (1-0), Ademir aos 15’-1ºT(1-1), Patrick, aos 17’-2ºT(2-1), Yuri Alberto, aos 44’-2ºT(3-1)
Cartões amarelos: Felipe Azevedo(AME), Ribamar (AME), Rodolfo (AME)
Cartões vermelhos:
Público e Renda: 9711 presentes/não divulgada

INTERNACIONAL (Técnico: Diego Aguirre)
Daniel; Renzo Saravia, Gabriel Mercado, Víctor Cuesta e Moisés (Matheus Cadorini, aos 46’-2ºT); Rodrigo Dourado, Rodrigo Lindoso (Johnny-intervalo), Mauricio (Caio Vidal,aos 19’-2ºT), Taison(Zé Gabriel, aos 47’-2ºT) e Patrick (Paulo Victor, aos 27’-2ºT); Yuri Alberto.

AMÉRICA-MG (Técnico: Vagner Mancini)
Matheus Cavichioli; Patric (Diego Ferreira, aos 31’-2ºT) , Eduardo Bauermann, Ricardo Silva e Marlon; Lucas Kal (Marcelo Toscano, aos 39’-2ºT), Juninho e Juninho Valoura (Bruno Nazário, aos 31’-2ºT); Ademir, Felipe Azevedo (Rodolfo, aos 19’-2ºT) e Fabrício Daniel(Ribamar, aos 19’-2ºT).

'Dança das cadeiras': Crespo é o 15º técnico demitido no Brasileirão

Últimas