Lance De saída? Paok chama Léo Jabá de volta, mas Vasco garante não ter que ceder; ponta não joga nesta sexta

De saída? Paok chama Léo Jabá de volta, mas Vasco garante não ter que ceder; ponta não joga nesta sexta

Atacante foi liberado das atividades visando ao jogo contra o Sampaio Corrêa para tentar resolver a delicada situação 

Lance
Lance

Lance

Lance

Imbróglio em torno de um atacante no Vasco. O ponta Léo Jabá foi chamado de volta pelo Paok, da Grécia, e pode ter que deixar o Cruz-Maltino. O clube de São Januário deseja manter o jogador e o liberou da semana de preparação e, consequentemente, do jogo contra o Sampaio Corrêa. Em tese, ele se reapresenta nesta sexta-feira. Mas a pressão grega é forte.

Procurado pela reportagem do LANCE!, o Vasco enviou uma linha do tempo na qual garante não ter obrigação de liberar Jabá neste caso. Paralelamente, o contexto do jogador com o clube europeu faz a situação ficar delicada. Confira:

"Linha do tempo da relação entre Léo Jabá e o Vasco da Gama

- Leo Jabá foi emprestado com o PAOK pagando 50% de salário. Ele renunciou aos outros 50% que caberiam ao Vasco, com a condição de recuperar parte dele mediante produtividade;

- O contrato firmado assegura ao Vasco o direito de poder devolver o Léo ao PAOK, caso ele não jogasse um número determinado de jogos nos primeiros 3 meses;

- O Vasco confiou no seu trabalho, desde Departamento Médico até o final no campo. Como retorno, teve o Léo jogando, agradando, estando em forma, dando assistência, fazendo gol e superando toda desconfiança;

- O treinador que chegou no PAOK pediu o retorno do Léo, porém o contrato firmado não dá ao PAOK o poder de pedir seu retorno antes do término do vínculo de empréstimo. O Vasco se assegurou de poder devolvê-lo em caso de ausência de performance, mas não de ter que liberá-lo por pedido do PAOK;

- O PAOK comunicou o Vasco do desejo dele retornar antes do jogo do Cruzeiro;

- O Vasco conversou com Léo, que assegurou que estava feliz, satisfeito e grato pelo Vasco ter apostado nele. Baseado nessa conversa, o Vasco respondeu ao PAOK que não iria liberar;

- O PAOK seguiu insistindo, e o Vasco seguiu negando;

- Ocorre que a partir do jogo contra o Goiás, o PAOK começou a pressionar diretamente o Léo, dizendo inclusive iria parar de pagar os 50% e muitas outras coisas se ele não retornasse;

- O Leo foi para São Paulo na terça-feira para se reunir com o empresário e resolver a situação da melhor forma, de um jeito que não o prejudicasse junto ao PAOK, até porque possui anos de contrato depois do término do vínculo com o Vasco;

- O Vasco não queria liberar ele da semana de treinos, em virtude do jogo contra o Sampaio, mas entendeu que sem a solução e a cabeça tranquila, o Léo não iria performar da forma que é acostumado;

- O atleta evoluiu com as conversas e o Vasco voltou a falar com o PAOK que não o liberaria para retornar;

- O Atleta estará de volta na sexta-feira para treinar e voltar a ser relacionado para o jogo do Coritiba;

- O Vasco ainda tem 15% da mais-valia do atleta caso ele seja vendido até 30.03.2022 ou um desconto de 15% para comprar ao final do ano".

Aos 22 anos, Jabá tem uma passagem positiva, mas curta pelo Cruz-Maltino. Foram 17 jogos e um gol marcado em três meses até aqui. Ele ganhou tempo de jogo e confiança e vinha se alternando entre a titularidade e o banco de reservas. Mesmo quando não começava jogando, quase sempre ele é utilizado.

Últimas