Com COVID-19, medalhista olímpico não consegue leito em Fortaleza

Márcio Araújo, medalha de prata nos Jogos Olímpicos de 2008, não conseguiu vaga em hospital em Fortaleza 

Lance

Lance

Lance

Medalhista de prata nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, o ex-jogador de vôlei de praia Márcio Araújo testou positivo para o novo coronavírus. Ele fez o anúncio nas redes sociais neste sábado e também revelou que não conseguiu leito nos hospitais de Fortaleza, mas demonstrou confiança na recuperação.

O Ceará é o terceiro estado mais afetado no Brasil com COVID-19, com 1.062 mortes e 15.879 casos. O ex-jogador, de 46 anos, recebeu apoio de campeões olímpicos como Nalbert, e os medalhistas olímpicos Bernard e Virna. Os três estão monitoram a situação dele.

- Não estou muito bem. Voltei do hospital para casa, porque não tem leito de UTI. Respirado mal demais. Esperando melhorar - disse Márcio em entrevista ao portal Web Vôlei.

O Brasil superou neste sábado a marca de 10 mil pessoas mortas pelo novo coronavírus. O boletim divulgado pelo Ministério da Saúde aponta que o país registrou 730 óbitos nas últimas 24h, chegando a 10.627 mortes confirmadas pela COVID-19. No total, são 155.939 casos confirmados da doença entre os brasileiros.

Márcio Araújo foi medalhista de prata nos Jogos Olímpicos de 2008 ao lado de Fábio Luiz. Além da medalha conquistada em Pequim, o ex-jogador conquistou o Mundial em 2005 e foi vice-campeão do mundo em 2011.