Lance Brasileira vira a primeira mulher a apitar um jogo de basquete masculino nos Jogos Olímpicos

Brasileira vira a primeira mulher a apitar um jogo de basquete masculino nos Jogos Olímpicos

Andreia Regina Silva estreou na competição masculina apitando logo uma partida dos Estados Unidos, favoritos ao ouro

Lance
  • Lance | por Lance

Lance

Lance

Lance

Feito histórico no basquete masculino dos Jogos Olímpicos: a brasileira Andreia Regina Silva se tornou a primeira mulher a apitar um jogo da modalidade. Foi nesta madrugada, quando os Estados Unidos venceram o Irã por 120 a 66. Até hoje, outras mulheres tinham apitado partidas, mas só no feminino.

Antes de Andreia, outras duas árbitras participaram de Jogos Olímpicos. Tatiana Steigerweld participou da edição de 2004, enquanto Fátima da Silva foi em Pequim-2008. Regina Silva já tinha participado de uma partida nessa edição, quando apitou Espanha 73 x 69 Coreia do Sul.

CONFIRA O QUADRO DE MEDALHAS ATUALIZADO AO FINAL DA REPORTAGEM

+ Basquete: EUA se recupera de derrota na estreia e atropela Irã em Tóquio

Currículo

Ela virou árbitra internacional em 2010, quando completou 30 anos. Há três anos, a árbitra de Bauru (SP) virou a primeira árbitra a conquistar a licença black da Federação Internacional de Basquete (FIBA), que permite apitar qualquer jogo. Ela Também foi a primeira a fazer parte da equipe de arbitragem em uma final da Copa Intercontinental de clubes.

-Às vezes olho para trás, tantas coisas que passei para estar aqui, lágrimas, alegrias, desafios, superando os meus limites.... Não tenho nenhum medo em dizer que sou limitada e tive que superar e estou superando todas as limitações", escreveu. "Lesões no tendão onde não conseguia treinar para o teste físico e fui curada, várias dificuldades no caminho mas ele fez todas serem NADA, minha vida mudou depois que eu deixei ele administrar. Hoje estou ao lado de grandes arbitras e árbitros, pessoas que também tem a sua história de vida, de luta e vitórias-publicou Andreia em uma rede social.

Últimas