Lance Brasil pode se aproximar de recorde de medalhas na próxima semana da Olimpíada de Tóquio

Brasil pode se aproximar de recorde de medalhas na próxima semana da Olimpíada de Tóquio

Delegação brasileira ainda conta com favoritos aos pódios que não estrearam nesta edição dos Jogos e modalidades perto de garantir medalhas

Lance
Lance

Lance

Lance

O Brasil já faturou oito medalhas na primeira metade da Olimpíada de Tóquio e já pode pensar em se aproximar do recorde de 19 pódios conquistados nos Jogos do Rio, em 2016. A delegação brasileira ainda conta com favoritos ao pódio em dez modalidades, tanto em esportes que o país já apresentou bom desempenho nesta Olimpíada, como o futebol e o skate, quanto em atletas que ainda não estrearam nesta edição.

> Confira a tabela do futebol na Olimpíada de Tóquio e simule os resultados!

No futebol masculino, a Seleção Brasileira está há uma vitória sobre o México para garantir ao menos uma medalha de prata na modalidade. Na ginástica artística, o Brasil já conseguiu um pódio inédito com Rebeca Andrade e a ginasta ainda participa de mais duas finais - no salto e no solo - onde é favorita.

Ainda nas modalidades em que os brasileiros já estrearam nestas Olimpíadas, a natação pode trazer mais uma medalha com Bruno Fratus, que se classificou com o terceiro melhor tempo nas semifinais dos 50 metros livres. O vôlei também entra na lista, a Seleção Brasileira feminina está invicta e a masculina contou com apenas uma derrota na fase de grupos até então.

+ Conheça o novo app do LANCE! e fique por dentro dos resultados e notícias!

As quatro duplas brasileiras, duas masculinas e duas femininas, também estão nas oitavas de final do vôlei de praia. Na categoria dos homens, contudo, apenas uma medalha é possível pois, por causa do chaveamento, Evandro e Bruno Schimidt podem enfrentar Alisson e Álvaro nas quartas de final.

No boxe, o Brasil já garantiu ao menos o bronze com Abner Teixera e ainda pode levar mais três pódios com Wanderson Oliveira, Hebert Conceição e Beatriz Ferreira. Os três pugilistas precisam vencer apenas mais uma luta para garantir medalhas em suas respectivas categorias.

+ Veja o quadro de medalhas dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Quem também tem chance de medalha é o canoísta Isaquias Queiroz, que rema em duas provas na Olimpíada de Tóquio. Na Rio 2016, o baiano conquistou duas pratas nas mesmas categorias. E o skate, que já trouxe duas medalhas nesta edição na modalidade street, ainda conta com seis atletas no park. Entre eles estão a vice-campeã mundial Yadiara Asp e os medalhistas Pedro Barros, Luiz Francisco e Pedro Quintas.

Na vela, a dupla formada por Martine Grael e Kahena Kunze está no segundo lugar da classificação geral e empatadas em pontos com as líderes da competição. A regata decisiva acontece na madrugada desta segunda-feira, às 02h. Por fim, a nadadora Ana Marcela é uma das favoritas para chegar ao pódio da Maratona Aquática. A atleta já foi eleita seis vezes a melhor do mundo na competição mas nunca conquistou uma medalha olímpica.

Últimas