Copa América 2019
Lance Abertura da Copa América terá show, Bolsonaro e temor por greve

Abertura da Copa América terá show, Bolsonaro e temor por greve

Presidente do Brasil e emir do Catar são únicos chefes de estado que confirmaram presença. Greve geral pode dificultar o transporte do público 

Presidente do Brasil e emir do Catar são os únicos chefes de estado que confirmaram presença até o momento. Greve geral pode dificultar o transporte do público 

Abertura da Copa América terá show, Bolsonaro e temor por greve

Abertura da Copa América terá show, Bolsonaro e temor por greve

Lance

Os principais membros do Comitê Organizador Local da Copa América, entidade criada pela Conmebol para cuidar da organização do torneio, estiveram no Morumbi na manhã desta quarta-feira para detalhar o que esperam da competição e especialmente da abertura - Brasil e Bolívia se enfrentam no estádio são-paulino às 21h30 de sexta-feira. Eles informaram que o presidente Jair Bolsonaro e o emir do Catar, Tamim bin Hamad Al-Thani, são os chefes de estado com presença confirmada até o momento.

Por volta das 21h, haverá um show comandado pelo brasileiro Léo Santana e pela colombiana Karol G, intérpretes da música-tema da Copa América, “Vibra Continente”. A apresentação vai durar dez minutos e terá canhões de luz que prometem ser vistos de diversos pontos da cidade. Serão mais de cem músicos e 400 pessoas em cena no total. A montagem e desmontagem do palco, que cobrirá o gramado, durarão três minutos e meio.

O COL recomenda que o público chegue ao estádio com bastante antecedência e, de preferência, utilizando transporte público. O problema é que está prevista uma greve geral em protesto contra a proposta de reforma da Previdência, o que possivelmente afetará trens, ônibus e metrô. O Metrô de São Paulo obteve uma liminar para garantir 100% do quadro de funcionários trabalhando no horário de pico.

- Para o público que vem para a abertura, informamos que os portões serão abertos quatro horas antes da partida. Óbvio que nesse estádio em particular, que é muito próximo de uma zona residencial, é muito importante que as pessoas atentem para horários de fechamento de ruas no perímetro de segurança. Sobre greve, o que posso dizer é que nossas áreas de operação e segurança têm trabalhado em parceira com as instituições locais para monitorar tudo o que acontece em torno do evento. Mas as ações devem ser tomadas pelas entidades públicas. Nós não temos autoridade para impedir nada disso. Vamos acompanhar de perto, trabalhar em parceria com órgãos oficiais, e esperar que tudo aconteça de forma pacífica e sem problema. Por isso também reforcei o pedido para que as pessoas entendam que os portões serão abertos quatro horas antes - declarou Agberto Guimarães, diretor de operações do COL.

Léo Santana, Karol G e Cafu, capitão do penta e embaixador do COL, foram ao gramado do Morumbi e posaram para fotos depois da coletiva. Foi possível notar que o estádio já está praticamente pronto para a partida, com os dois novos telões em funcionamento, as redes dos gols sem as cores do São Paulo, o gramado em bom estado e com toda a “envelopagem” da Copa América, predominantemente azul.

​- Para a Conmebol é um verdadeiro orgulho estar aqui. Pela capacidade de organização que o COL está demonstrando, acreditamos que será a melhor Copa América da história. A organização que temos juntamente com o COL indica claramente o interesse da Conmebol de deixar um legado para outras competições, um novo caminho a seguir, de levar o futebol para todos os lugares com a melhor qualidade possível. A festa está pronta. Teremos estádios de nível impressionante em qualidade e serviço - disse Hugo Figueiredo, diretor de competições da Conmebol.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook. 

Morumbi ganha telões de alta definição para a Copa América 2019