Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Paulo Turra afirma que afastamento de Soteldo partiu do Santos

Técnico diz que já havia um movimento interno do clube pela punição ao atacante venezuelano; decisão foi tomada após atos de indisciplina...

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Jogada10
Jogada10

O técnico Paulo Turra deixou o Santos há quase uma semana, mas sua curta passagem pela Vila Belmiro ainda é assunto. Dispensado pelo clube após o empate com o AthleticoPR e apenas 39 dias de trabalho, o treinador comentou sobre a polêmica que envolveu o afastamento de Soteldo. E assegurou que não foi o responsável pea decisão.

“Esse era um caso que precisava ser tratado pela diretoria, são eles que precisavam falar, eu precisava falar sobre o Santos dentro de campo, que é a minha jurisdição. Nem sei se o Santos tentou negociar o Soteldo nesse tempo, ele estava afastado do plantel, mas não quer dizer que mais cedo ou mais tarde ele não poderia retornar” disse o ex-técnico do Santos, em entrevista ao portal “ge”.

A punição ao jogador venezuelano em 1º de julho, quando Turra tinha uma semana de trabalho à frente do Peixe. Mas o treinador relatou que, antes mesmo de sua chegada ao CT Rei Pelé, já havia uma movimentação interna no clube pelo afastamento do atleta. Ele inclusive, falou sobre uma reunião que teve com o atleta.

“Quando cheguei ao Santos havia rumores sobre o Soteldo. Não tenho receio de contranarrativa porque falo a verdade, não estou inventando nada. Falei que queria ver com os meus olhos e que não iria afastar o Soteldo. Chamei o Soteldo à minha sala, conversamos por 20 minutos apenas nós dois, expliquei como seriam os horários, os treinos… Fui bem claro, lembrei a temporada 2019 dele com a camisa do Santos e falei que precisava daquele Soteldo”, disse.

Publicidade

Clima pesado no Santos

“Conversei e pedi ajuda para que ele pudesse, literalmente, viver o Santos. O Soteldo, dentro do que ele mostrou no Santos é decisivo. O abracei, ele ponderou algumas coisas que estavam acontecendo no clube, disse que o Santos precisava de organização, e eu o tranquilizei dizendo que organizaria”, acrescentou o treinador.

Nos cinco dias seguintes após a conversa do dia 24 de junho, Soteldo se atrasou na chegada ao CT. O ambiente ficou desconfortável e após o jogo diante do Blooming, no dia 29, o venezuelano se descontrolou ao receber a informação de que treinaria no vestiário da Vila Belmiro, jogou a camisa no chão e arremessou o GPS do clube.

Publicidade

“Ele teve alguns percalços, não só dentro de campo, mas também durante alguns treinos. Quando aconteceu aquele negócio do vestiário, que já é sabido, comuniquei ao presidente. Foi isso. Não comuniquei ao presidente que o Soteldo estava fora, apenas disse o que aconteceu”, concluiu.

Com a saída de Turra e a contratação do técnico Diego Aguirre, Soteldo foi reintegrado ao elenco e deve, inclusive, ser titular no domingo frente ao Fortaleza, na Arena Castelão.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.