Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Diniz ameniza derrota do Fluminense para o Atlético: ‘Não nos dominaram’

Treinador avalia mais uma derrota do Tricolor como visitante no Brasileirão, mas dá foco à final da Libertadores

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Foto: Marcelo Gonçalves / Fluminense FC
Foto: Marcelo Gonçalves / Fluminense FC

A poucos dias da final da Libertadores, Fernando Diniz tratou de amenizar a derrota do Fluminense para o Atlético-MG, pela 30ª rodada do Brasileirão. Ele optou por poupar a maioria dos titulares, escalando somente Fábio e André de início em Belo Horizonte.

Ao analisar o desempenho da equipe tricolor na Arena MRV, o treinador afirmou que seus jogadores não tiveram má atuação.

“Não conseguimos produzir chances muito claras no primeiro tempo. Jogo mais estudado, mais amarrado. Tomamos um gol de bola parada e depois outro de um erro que não costumamos cometer. Não fomos dominados pelo Atlético-MG, não fizemos um jogo ruim […] Todos tem trabalhado muito para entregar o melhor possível no Brasileiro. É impossível não lembrar da libertadores, mas a gente tem se esforçado muito para entregar o melhor no Brasileiro.

“Naturalmente é impossível focar só contra o Atlético, Goías… Desde que passamos pelo Inter, nós temos, o torcedor, a instituição. Mas trabalhamos o máximo possível para focar em um jogo de cada vez”, acrescentou.

Publicidade

Diniz também comentou a respeito da discussão envolvendo David Braz e Keno no banco de reservas. O comandante afirmou que não teve conhecimento do episódio.

“Não vi. Estou tomando conhecimento disso agora. Não é uma coisa que me incomoda. Eles se dão muito bem, e isso vai se resolver tranquilamente”, minimizou.

Publicidade

Confira outros tópicos da entrevista de Diniz

Jhon Arias

“O Arias podia jogar no máximo 45 minutos. Martinelli e André iam jogar e isso estava dentro do planejamento”.

Publicidade

Foco no Brasileirão é possível?

“Naturalmente é impossível focar no jogo só do Atlético ou do RB Bragantino, do Goiás desde que passamos do Inter. A gente trabalha o máximo possível para poder focar em um jogo de cada vez. Todo mundo tem trabalhado muito para entregar o máximo possível nos jogos do Campeonato Brasileiro. Estamos trabalhando com muita correção, todos se esforçando muito, para fazer o melhor no Brasileirão”.

Seleção Brasileira

“Procuramos fazer o melhor possível na Seleção. Eu já estou no Fluminense há algum tempo, mas quando chegamos, conseguimos implementar alguns conceitos, algumas ideias de maneira gradual. Na Seleção, a gente vai aos poucos conseguindo colocar as ideias em prática”.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.