Esportes Jair Ventura rechaça 'jogar o chapéu' e volta a pedir por reforços na Chapecoense

Jair Ventura rechaça 'jogar o chapéu' e volta a pedir por reforços na Chapecoense

A Chapecoense já admite que a realidade no Campeonato Brasileiro será lutar contra o rebaixamento. Após a sexta derrota consecutiva, desta vez por 1 a 0 frente ao Juventude, o técnico Jair Ventura voltou a pedir por reforços à diretoria e negou a possibilidade de pedir demissão.

"Trabalhamos demais para que isso (rebaixamento) não possa acontecer, mas repito. Quanto mais as equipes da Série A se reforçam, mais a gente perde jogadores e fica mais difícil. A gente não vai jogar o chapéu, não vai desistir, vamos lutar com nossas forças, aquelas que sobrarem dos jogadores que não for perdendo para reverter essa situação", falou o treinador.

Jair Ventura ainda lamentou as ausências por lesão. Atualmente, o treinador não vem podendo contar com Tiepo, Felipe Santana, Tharlis, Joilson e Ravanelli - todos lesionados. Contra o Juventude, Anselmo Ramon e Bruno Silva também eram desfalques por estarem suspensos.

"Concordo, mais do mesmo. E eu venho falar sempre as mesmas coisas, de peças de reposição. O resultado é o mesmo. Os jogadores que temos são menos (numericamente) porque estão machucando. Não é mais do mesmo, está ficando pior, por peças que a gente não tem. Estamos aqui para fazer o melhor para a Chapecoense, é isso que vamos fazer", concluiu.

A sequência negativa na competição deixou a Chapecoense na 20.ª e última colocação, com apenas quatro pontos, já longe do Sport, o primeiro fora da zona de rebaixamento, que tem 11. Na próxima rodada, o desafio é diante do Santos, no domingo, às 18h15, na Arena Condá, em Chapecó (SC).

Últimas