Esportes Hugo Calderano usa período de pandemia como 'trunfo' na preparação para Tóquio

Hugo Calderano usa período de pandemia como 'trunfo' na preparação para Tóquio

Morar na pequena cidade de Ochsenhausen, no sul da Alemanha, com apenas oito mil habitantes, ajudou Hugo Calderano, melhor mesa-tenista brasileiro, a usar o período de pandemia como trunfo a não ser desprezado na preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2021.

"Tive sorte de estar na Alemanha neste período. Conseguimos voltar aos treinos em pouco tempo, mesmo que em condições menos favoráveis. A falta de competições por um lado me possibilitou ter uma sequência de treinamento que há muito tempo não tinha", disse o atleta.

"O adiamento da Olimpíada foi frustrante, mas, considerando o que está acontecendo no mundo, seria realmente impossível realizar os Jogos neste ano. Então, vou aproveitar o tempo extra da melhor forma possível", afirmou o sexto colocado no ranking mundial.

Aos 24 anos, Hugo acredita que conquistar uma medalha olímpica seja um sonho possível. "Vou a Tóquio com esse objetivo. No tênis de mesa, os chineses são os favoritos, mas há um grupo de oito a dez atletas que pode disputar uma medalha. Acredito que eu esteja nesse grupo."

O brasileiro voltou às competições em junho, quando disputou a final da Bundesliga, Sua equipe, o Liebherr Ochsenhausen, ficou com o vice-campeonato, ao perder a final para o Saarbrücken.

Últimas