Hertha Berlin revela ter jogador com coronavírus e coloca elenco em quarentena

Um jogador do Hertha Berlin, que não teve sua identidade revelada, testou positivo para o novo coronavírus nesta terça-feira, levando o clube alemão a colocar o seu elenco e outros funcionários em quarentena, nas suas residências, por 14 dias.

Os jogadores estavam previstos para retornar aos treinamentos nesta terça, após três dias de trabalhos individualizado, mas isso foi descartado em uma tentativa de conter a propagação do vírus. O clube não revelou o nome do jogador que contraiu o Covid-19.

"O jogador reclamou dos sintomas habituais e nós o separamos imediatamente do grupo", disse o médico Uli Schleicher em comunicado divulgado pelo Hertha. "Um teste apontou um resultado positivo para o vírus. Todos os jogadores do nosso elenco agora devem ficar em casa pelas próximas duas semanas, o que também descarta qualquer

planos individuais de treinamentos fora de casa."

Na noite de segunda-feira, 332 pessoas foram registradas como positivas em Berlim, que determinou o fechamento de bares, casas noturnas, escolas, instalações esportivas, teatros e casas de show.

Também na segunda-feira, a liga alemã de futebol anunciou que uma reunião dos 36 clubes de suas duas principais divisões aprovou a suspensão dos jogos do campeonato nacional ao menos até 2 de abril.

"Era de se esperar que o vírus chegasse à equipe mais cedo ou mais tarde", disse Michael Preetz, gerente geral do Hertha. "A coisa mais importante agora é que todo mundo siga as regras", acrescentou o dirigente do clube do brasileiro Matheus Cunha.

A grande maioria dos infectados consegue se recuperar do novo vírus. Segundo a Organização Mundial da Saúde, pessoas com doenças leves se recuperam em cerca de duas semanas, enquanto nos casos mais graves isso pode levar de três a seis semanas.