Cidades Greve nos aeroportos do Rio de Janeiro na abertura da Copa

Greve nos aeroportos do Rio de Janeiro na abertura da Copa

O sindicato dos trabalhadores aeroportuários decretou nesta quarta-feira uma greve de 24 horas nos três aeroportos do Rio de Janeiro na quinta, dia da abertura da Copa do Mundo, revela o site da instituição.

Segundo a imprensa brasileira, ficou acertado que 80% dos trabalhadores manterão as atividades, informação que não pôde ser confirmada pela AFP junto ao sindicato.

A greve atinge os trabalhadores aeroportuários não embarcados dos aeroportos do Galeão (internacional), Santos Dumont e Jacarepaguá, precisou o sindicato.

"Nós também somos brasileiros e torcemos pelo Brasil para que conquiste o hexacampeonato, mas após nove meses de intensas negociações frustradas, e devido à intransigência dos patrões", a greve por melhores salários começará às 00H00 desta quinta, destaca o comunicado do sindicato SIMARJ.

A partida de abertura da Copa ocorrerá em São Paulo, entre as seleções de Brasil e Croácia, na Arena Corinthians (Itaquerão).

O primeiro jogo da Copa no Rio de Janeiro ocorrerá no domingo, entre Argentina e Bósnia, mas o Mundial está trazendo milhares de turistas - nacionais e estrangeiros - à cidade.

A Agência Nacional de Aviação Civil confirmou a greve em um comunicado enviado à AFP, e destacou que avalia "eventuais impactos nas operações" para a aplicação de "planos de contingência elaborados para o período da Copa".

Em São Paulo, os metroviários votaram contra uma paralisação programada para esta quinta-feira, descartando retomar a greve de cinco dias suspensa na segunda.

De quinta passada até esta segunda, a paralisação mergulhou São Paulo no caos.

lbc/lr

Últimas