Futebol Cemitério em que Maradona foi enterrado promete ser novo ponto turístico da Argentina

Cemitério em que Maradona foi enterrado promete ser novo ponto turístico da Argentina

  • Futebol

A Argentina tem uma tradição de realizar grandes velórios e de, até mesmo, fazer de um cemitério um ponto turístico. O Jardim da Paz, em Buenos Aires, onde Diego Maradona foi enterrado na última quinta-feira (26) tem tudo para ser também um ponto de visitação obrigatória na capital argentina.

Diferentemente do cemitério da Recoleta, em que está enterrada a eterna primeira-dama e líder política dos argentinos Evita Perón, o cemitério Jardim da Paz é particular e não tinha até então a expectativa de receber visitantes. A administração do lugar disse que estuda a possibilidade de alguma maneira abrir seus portões aos visitantes.

Maradona, que morreu de uma parada cardiorrespiratória na quarta, teve velório aberto ao público por mais de 11 horas na Casa Rosada, a sede do governo argentino. Mais de um milhão de pessoas estiveram no local e formaram uma fila de quase 3 quilômetros para ver o caixão. Em pelo menos dois momentos, houve confusão entre policiais e visitantes.

Últimas