Copa América 2019
Futebol Tite rebate Messi sobre ajuda ao Brasil: ‘Tem que ter mais respeito'

Tite rebate Messi sobre ajuda ao Brasil: ‘Tem que ter mais respeito'

Técnico da seleção esqueceu comemoração pelo título da Copa América quando foi perguntado sobre polêmicas declarações do craque argentino

Copa América 2019

Tite celebrou Copa América de medalha no peito no Maracanã, no Rio

Tite celebrou Copa América de medalha no peito no Maracanã, no Rio

Pilar Olivares/Reuters - 7.7.2019

Mesmo campeão da Copa América, Tite fez questão de mostrar seu lado mais duro. O treinador da seleção brasileira aumentou a própria voz para questionar o comportamento de Lionel Messi, que sugeriu que a competição estava arranjada para o Brasil. Além disso, ele também fez questão de mostrar seu descontentamento com o árbitro da final deste domingo (7), no Maracanã, no Rio.

Ainda na derrota na semifinal contra o Brasil, Messi questionou dois possíveis pênaltis não marcados para o seu time. Já na disputa de terceiro lugar, foi além e disse categoricamente que “a Copa América estava arranjada para o Brasil”. Nesse jogo, ele foi expulso após uma confusão com o zagueiro Gary Medel.

Leia mais: Gareca discorda de Messi sobre favorecimento ao Brasil

“Aquele que eu reputei como um jogador extraordinário, extraterrestre, ele tem que ter um pouquinho mais de respeito. Ele tem que entender e aceitar quando ele é vencido. Nós fomos prejudicados em uma série de jogos. Ele botou pressão pela grandeza que tem”, disse Tite. “Eu quero entender isso como… Ele foi expulso de forma injusta. Ele não merecia. Quem mereceria era Medel.”

Mas com o troféu de campeão às suas costas e a família presente na sala de entrevistas do Maracanã, Tite ainda fez questão de reclamar da arbitragem. Segundo ele, o árbitro chileno Roberto Tobar Vargas errou ao marcar mão de Thiago Silva, no chute de Cueva. Ali, ainda no primeiro tempo, Paolo Guerrero empatou a partida.

“Árbitro extremamente pressionado e descriterioso. Era notório a pressão que ele estava sofrendo. Não foi pênalti. Fora o trabalho do Gareca [que impôs dificuldades], o descritério do árbitro, que teve um erro crasso e quase comprometeu o trabalho”, completou Tite.

Tite, mais uma vez, voltou a se esquivar sobre sua continuidade na seleção brasileira. O treinador, que tem contrato até o final da Copa do Mundo de 2022, disse que não queria voltar a responder sobre o assunto. Na véspera da partida, ele havia dito que “tem contrato com a CBF”.

Curta a página de Esportes do R7 no Facebook

Veja as melhores fotos da festa da vitória do Brasil sobre o Peru