Tite nega Brasil favorito nas Eliminatórias: 'Pressão é por grande desempenho'

Um sorteio realizado nesta terça-feira em um hotel de Assunção, no Paraguai, definiu a tabela das 18 rodadas das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, que será disputada no Catar. O Brasil, único país que esteve presente em todas as edições do Mundial, iniciará a sua campanha contra a Bolívia, em casa, em março do ano que vem. Presente ao evento, o técnico Tite afirmou que o seu time não é favorito a ficar com uma das quatro vagas diretas do continente.

"(A seleção brasileira) Não se sente favorita. Se sente pressionada a ter um grande desempenho", disse o treinador, que gostou de poder jogar a primeira partida como mandante. "Estrear em casa é sempre melhor. Paridade de forças, tudo muito equilibrado", afirmou. O local do jogo será definido nas próximas semanas pela CBF.

Tite fez questão de ressaltar o equilíbrio que há nas Eliminatórias da América do Sul. Por experiência própria - disputou grande parte do qualificatório para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia -, garantiu que há um grande nivelamento entre as equipes.

"Até a sexta rodada (das Eliminatórias passadas), o Brasil não estava entre os classificados. A Argentina conseguiu a classificação no final. Há um nivelamento físico, técnico, tático e mental das equipes", completou.

Junto com Tite em Assunção estavam o presidente da CBF, Rogério Cabloco, e o coordenador de seleções, Juninho Paulista. O ex-jogador revelou que a ideia da entidade é fazer deslocamentos pequenos nas Datas Fifa para a realização das Eliminatórias. "A ideia é viajar o menos possível. Então quando jogarmos em casa, vai ser perto de onde for o jogo fora. Não posso dar ainda o local da estreia", comentou.