Novo Coronavírus

Futebol Suárez admite que jogadores 'baixaram guarda' e pegaram covid

Suárez admite que jogadores 'baixaram guarda' e pegaram covid

Ele também atribuiu a disseminação do coronavírus na delegação uruguaia ao fato de Matias Viña, do Palmeiras, ter chegado contaminado 

  • Futebol | Eugenio Goussinsky, do R7

Suárez continua em quarentena

Suárez continua em quarentena

Mauricio Dueñas Castañeda/EFE/13-11-20

O atacante uruguaio Luis Suárez admitiu que os jogadores do Uruguai tiveram responsabilidade na disseminação do coronavírus entre os membros da delegação, na última semana, antes do jogo contra o Brasil, pelas Eliminatórias, no último dia 17.

Contaminado, Suárez ficou de fora da partida e até agora está em quarentena. Ele deu as declaraçõs ao programa uruguaio 'Punto Penal'.

Veja também: Futebol e solidariedade durante a pandemia

"Há muitas pessoas que estão nos criticando, cometemos um erro e pedimos perdão. Não temos que torná-lo tão grande também, temos que admitir o máximo que pudermos. Assumiremos se a responsabilidade for nossa", disse, referindo-se a uma foto que os jogadores tiraram em grupo, sem máscaras e tomando mate em meio a uma celebração na concentração.

Suárez, no entanto, se mostrou incomodado com algumas críticas que considerou exageradas. E apontou a situação de Matias Viña, diagnosticado no dia 15 de novembro, como a causadora da disseminação do vírus entre os jogadores uruguaios.

"O contágio não saiu da foto, é claro. Tivemos o azar de ter um infectado da Colômbia. O resultado positivo de Matías Viña foi um golpe muito duro para toda a equipe", disse Suárez. Tanto ele quanto Viña atuaram na vitória contra a Colômbia, por 3 a 0, horas antes de os resultados dos testes deles darem positivo.

Neste rastreamento do vírus, feito pelos especialistas, pode haver uma relação entre as contaminações do Palmeiras e do Uruguai. No momento em que Vinã foi diagnosticado, o Palmeiras tinha 15 jogadores com covid-19.

E, na mesma semana, de quatro atletas convocados do Palmeiras para as Eliminatórias, dois testaram positivo para o novo coronavírus: Gabriel Menino, que já retornou contra o Goiás, e Matías Viña, ainda afastado seguindo os protocolos sanitários. Na véspera da partida contra a equipe goiana, eram 19 os infectados no Palmeiras.

Já no Uruguai, pelo menos outros quatro, além de Viña e Suárez, cujo resultado saiu no dia 16, foram diagnosticados com covid-19: Lucas Torreira, Diego Godín, Darwin Núñez e Brian Rodríguez.

Suárez afirmou, no entanto, que a situação poderia ter sido evitada, ou pelo menos minimizada. E aproveitou para fazer um alerta, falando da necessidade dos cuidados e dos testes, que, para a população em geral, são muito menos frequentes do que para os jogadores de grandes clubes ou seleções.

“Baixamos um pouco a guarda mas temos de ser realistas: é inevitável. Que isso contribua para que todos os jovens e todas as pessoas saibam que ninguém está imune e que temos que cuidar de nós mesmos, além de fazer testes todos os dias”.

Veja quem são os brasileiros entre as 50 grandes promessas de 2020

Últimas