Sem Rogério Ceni, Fortaleza recebe líder Flamengo para se distanciar da degola

Ainda sem conseguir emplacar uma sequência de bons resultados desde o retorno de Rogério Ceni, o Fortaleza recebe o líder Flamengo nesta quarta-feira, às 20 horas, no Castelão, pela 26.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O técnico exige uma postura diferente em relação ao jogo contra o Vasco, em São Januário, onde o time perdeu por 1 a 0. "Não podemos jogar tão pouco. Temos condições de jogar mais e vamos precisar, porque teremos pela frente um time altamente qualificado", comentou Ceni.

Depois de reestrear com vitória sobre o Botafogo, por 1 a 0, Ceni perdeu para São Paulo (2 a 1) e Vasco (1 a 0), além de ter ganho da Chapecoense (2 a 0) entre essas derrotas. Os dois resultados positivos aconteceram, justamente, no Castelão, palco do jogo contra o líder e que promete estar lotado.

O problema é que o time cearense acumula desfalques para esse jogo. E talvez o principal deles seja no banco de reservas. Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, Rogério Ceni não vai poder comandar o time do banco de reservas. O auxiliar Charles Hembert é quem vai assumir o seu lugar na área técnica.

Em relação ao time, o zagueiro Jackson e o atacante Edinho, ambos machucados, são dúvidas. Desfalques certos são o lateral-direito Gabriel Dias (expulso) e o atacante Wellington Paulista (terceiro amarelo), ambos suspensos. Esse último é o artilheiro do Fortaleza no Brasileirão, com nove gols. A boa notícia é a volta do zagueiro Quintero, que cumpriu suspensão contra o Vasco.

A vitória sobre o Flamengo é de extrema importância para o Fortaleza, que está na 15.ª colocação, com 28 pontos, três a mais do que o CSA, primeiro clube na zona de rebaixamento. Por isso, mesmo jogando contra o líder, o time cearense promete ir para cima.

"O Flamengo vem fazendo um grande campeonato, mas não é uma equipe impossível de vencer. Estamos jogando em casa e também temos nossas virtudes para conquistarmos os três pontos", disse Quintero.