Sem ganhar há 11 jogos, Chapecoense recebe Goiás esperançoso em sair da lanterna

A Chapecoense sabe que a situação é bastante delicada, mas ainda se apega às mínimas chances para seguir acreditando na permanência na elite do futebol nacional. Uma vitória sobre o Goiás, neste domingo, às 19 horas, na Arena Condá, pela 27.ª rodada do Campeonato Brasileiro, pode representar uma luz no fim do túnel.

Para isso, a Chapecoense precisa quebrar um jejum de 11 jogos sem vitória - a última ocorreu em 18 de agosto, sobre o Avaí, por 1 a 0. A sequência negativa colocou o time na lanterna, com apenas 16 pontos em 26 rodadas.

Contratado para livrar o time catarinense do rebaixamento, o técnico Marquinhos Santos ainda não ganhou - cinco derrotas e dois empates -, mas mesmo assim procura adotar um discurso otimista em relação ao risco de rebaixamento. "Ainda nós acreditamos. Estamos a dez pontos do primeiro time fora da zona de rebaixamento e tudo é possível. Temos que continuar acreditando e trabalhando. Esperamos fechar a disputa de uma maneira digna, honrosa e somar o maior número de pontos possível", comentou o treinador.

A derrota por 1 a 0 para o Palmeiras, no Allianz Parque, pelas circunstâncias, foi dolorosa. O time atuou quase todo o segundo tempo com um jogador a menos e segurou o 0 a 0 até os 54 minutos. Antes tinha empatado em casa, por 1 a 1, com o Cruzeiro.

O zagueiro Gum, que teve uma expulsão bastante contestada na derrota para o Palmeiras, por 1 a 0, cumpre suspensão automática. Maurício Ramos deve ser o seu substituto. Já o lateral-direito Eduardo treinou normalmente e se mostrou recuperado da tendinite que o tirou do último jogo. Assim, Márcio Araújo volta para o meio-campo e Amaral vai para o banco.