Futebol São Paulo perde do Atlético-GO e fica ainda mais longe da liderança

São Paulo perde do Atlético-GO e fica ainda mais longe da liderança

Time tricolor é derrotado por 2 a 1, em Goiânia, neste domingo (31), pela 33ª rodada do Brasileirão. Resultado frustra a luta pelo título

  • Futebol | Do R7

Natanael comemora gol durante partida entre Atlético GO e São Paulo, válida pelo Brasileiro

Natanael comemora gol durante partida entre Atlético GO e São Paulo, válida pelo Brasileiro

CARLOS COSTA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A derrota do São Paulo contra o Atlético-GO por 2 a 1, neste domingo (31), em Goiânia, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, deixou o clube tricolor do Morumbi mais distante da conquista do título. Os gols foram marcados pelos laterais-esquerdo das equipes: Natanael e Reinaldo, para os goianos e paulistas, respectivamente.

Com 58 pontos, o time paulista — que chegou à sexta partida sem vitórias no torneio — perdeu a chance de encostar no líder Inter, que entra em campo ainda neste domingo para enfrentar o RB Bragantino, em Porto Alegre. Se vencer, a equipe colorada salta dos atuais 62 pontos para 65.

Início em desvantagem

O Atlético iniciou a partida com mais presença ofensiva e abriu o placar aos 20 minutos. Após cobrança de escanteio pelo lado direito, a bola cruzou a área até alcançar o lateral-esquerdo Natanael, que chutou cruzado. O zagueiro equatoriano Arboleda desviou e enganou o goleiro Tiago Volpi: 1 a 0.

Na sequência, aos 22, o time paulista teve uma grande chance de empatar em uma cabeçada perigosíssima do atacante Luciano que passou sobre a trave do goleiro Jean (ex-jogador do São Paulo).

Empate com golaço

Porém, o São Paulo insistiu no ataque e alcançou a igualdade, aos 40 minutos, em um belo chute do lateral-esquerdo Reinaldo, que disparou uma bomba praticamente no anglo do goleiro atleticano.

Os paulistas ainda tiveram a chance da virada ainda na primeira etapa com o atacante Gabriel Sara, que invadiu a área e chutou forte, mas para fora do gol.

No final, jogadores de ambos os times discutiram devido a uma entrada forte de Arboleda em Matheus Vargas, que ficou caído no gramado. Mas o árbitro da partida, Braulio da Silva Machado, que já havia encerrado o primeiro tempo, retornou para acalmar os ânimos dos atletas.

Jogo equilibrado e tenso

A etapa final da partida começou bastante disputada e nervosa. Aos 7 minutos, o atacante Zé Roberto recebeu bom passe na área e chutou por cima do gol de Tiago Volpi, mas com perido.

Pouco antes, o mesmo Zé Roberto, que já tinha sido advertido com um cartão amarelo, pediu falta e cartão para o zagueiro Bruno Alves, mas apenas a irregularidade foi assinalada. Do banco de reservas o jogador Diego, também reclamou da marcação e recebeu o amarelo.

Pouco depois, aos 13, o Atlético quase pulou à frente do placar novamente em um belo chute de Natanael, autor do primeiro gol.

Desta vez, o lateral recebeu na esquerda, puxou a jogada para dentro e chutou firme, obrigando o goleiro são-paulino a fazer uma grande defesa — com um desvio providencial para alinha de fundo.

Final aberto

No quarto final da partida, a chuva que atingia Goiânia se intensificou e complicou ainda mais os planos do treinador são-paulino Fernando Diniz em busca da reabilitação.

Para melhorar a produção ofensiva, o técnico colocou em campo o meia Tchê Tchê e o atacante Pablo — nas vagas de Igor Gomes e Brenner. O lateral uruguaio Juanfran também deixou o gramado para a entrada de Igor Vinícius.

O São Paulo teve boas chances, especialmente em uma cobrança de falta que caiu nos pés de Arboleda, quase na pequena área, aos 22. Mas a conclusão do zagueiro foi alta demais. Depois, aos 39, Vitor Bueno cabeceou livre e acertou a trave de Jean.

Contra-ataque mortal

Já o time goianiense criou mais oportunidades de gol, mas desperdiçou com Janderson e Wellington Rato. Chico, aos 35, quase marcou em uma boa cabeçada, aos 35.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

Porém, aos 42 minutos, o Atlético puxou um contra-ataque mortal. A jogada teve iníciou com Janderson.

O jogador atleticano carregou até as proximidades da área e passou para Chico, que acompanhava pela direita e cruzou para Vitor, no meio da área, apenas empurrar para as redes: 2 a 1.

Próximos jogos

O Atlético-GO entra em campo na próxima quarta-feira (3), às 19h15, para enfrentar o RB Bragantino, no estádio Nabil Abi Chedid, em Bragança Paulista, pela 34ª rodada do Brasileirão. Já O São Paulo voltará a jogar no dia 10, às 21h, no Morumbi, contra o Ceará — o clássico contra o Palmeiras, bicampeão da Libertadores, estava marcado para o dia 12, mas deve ser alterado.

ATLÉTICO-GO 2 x 1 SÃO PAULO

Data: 31/01/2021 (domingo)
Horário: 16h Local: Estádio Olímpico, em Goiânia
Árbitro: Braulio da Silva Machado (Fifa/SC)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (Fifa-BA) e Johnny Barros de Oliveira (SC)
VAR: Wagner Reway (PB)
Cartões amarelos: Willian Maranhão, Zé Roberto e Vitor (Atlético-GO); Diego (São Paulo)
Cartão vermelho:
Gols: Natanael, aos 20, Reinado, aos 40 do 1º tempo; Vitor, aos 42 do 2º tempo

ATLÉTICO-GO: Jean; Dudu, João Victor, Éder e Natanael; Willian Maranhão (Gilvan, aos 44 do 2º tempo), Marlon Freitas e Matheus Vargas (Vitor, aos 26 do 2º tempo); Janderson (Pereira, aos 45 do 2º tempo), Zé Roberto (Chico, aos 26 do 2º tempo) e Wellington Rato  (Nicolas, aos 39 do 2º tempo). Técnico: Marcelo Cabo.

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran (Igor Vinícius, aos 28 do 2º tempo), Arboleda, Bruno Alves e Reinado; Luan (Toró, aos 36 do 2º tempo), Daniel Alves, Gabriel Sara (Vitor Bueno, no intervalo) e Igor Gomes (Tchê Tchê, aos 25 do 2º tempo) ; Luciano e Brenner (Pablo, aos 25 do 2º tempo). Técnico: Fernando Diniz.

Últimas