Futebol São Paulo e Palmeiras se enfrentam pelo título Paulista

São Paulo e Palmeiras se enfrentam pelo título Paulista

Decisão será neste domingo (23), às 16h no Morumbi; São Paulo não terá Daniel Alves e Benítez; Palmeiras aposta no retrospecto

  • Futebol | Eugenio Goussinsky com Agência Estado

Palmeiras e São Paulo ficaram no empate sem gols no primeiro jogo da final

Palmeiras e São Paulo ficaram no empate sem gols no primeiro jogo da final

Leco Viana/Agência Estado/20-05-21

São Paulo e Palmeiras se enfrentam neste domingo (23), às 16h, no Morumbi, na final do Campeonato Paulista. Na primeira partida da disputa, as duas equipes empataram por 0 a 0, no Allianz Parque, e um novo empate levará a decisão para os pênaltis.

O São Paulo busca conquistar novamente este título, que não vence desde 2005. Para tanto, a equipe comandada por Hernán Crespo até priorizou a competição em relação à Libertadores da América.

O Palmeiras, que quase não se classificou para as quartas, também deu ênfase à disputa estadual, levando uma equipe considerada reserva em jogo contra o Defensa Y Justicia, pela Libertadores.

A expectativa é de que esta segunda partida da decisão seja mais aberta, após o jogo truncado e disputado entre ambas as equipes na primeira disputa.

Está é a nona decisão, mas é apenas a segunda final entre ambos os clubes. Pela primeira vez, dois técnicos estrangeiros, Hernán Crespo, do São Paulo, e Abel Ferreira, do Palmeiras, comandam duas equipes que disputam uma decisão do Paulista.

São Paulo

O São Paulo terá duas ausências importantes contra o Palmeiras, neste domingo, no jogo que definirá o campeão paulista. Daniel Alves e Benítez, machucados, estão fora de decisão, no Morumbi. A dupla foi substituída ainda no primeiro tempo do jogo de ida, na quinta-feira, não trabalhou neste sábado e está fora da partida que pode acabar com jejum de títulos são-paulino de nove anos.

Hernán Crespo vinha poupando seus titulares justamente para ter um time forte diante do Palmeiras e acabou castigado antes do intervalo no Allianz Parque. Mesmo assim, confiava em ter ao menos um dos dois. O treinador deve usar Igor Vinícius na lateral e fará mistério sobre quem usará no meio de campo.

Daniel Alves sofreu uma pancada no joelho direito e a esperança era que as dores cessassem. Mas o trauma foi forte e ele corre risco até de ser cortado da seleção brasileira. Lesão semelhante com a que já o tirou de alguns jogos na temporada.

Benítez está com estiramento na coxa esquerda e também pode perder sequência de compromissos do São Paulo. O time tem jogo da Libertadores na sequência e estreia no Brasileirão no outro fim de semana, contra o Fluminense.

Igor Vinícius foi bem quando solicitado para substituir Daniel Alves e não deve ter problemas na final. Já Benítez vinha se destacando como falso atacante, criando inúmeras jogadas ofensivas e sendo um garçom no time. Sem contar a precisão na bola parada. Crespo não tem um substituto com as mesmas características e pode optar pelo retorno de Luciano, com força ofensiva maior, ou usar Igor Gomes, que substituiu o argentino no primeiro jogo, numa formação mais segura.

A indecisão irá até momentos antes de a partida decisiva começar. Não há vantagem após o 0 a 0 no Allianz Parque. Portanto quem ganhar no Morumbi, ergue a taça. Uma nova igualdade leva a decisão para pênaltis.

Palmeiras

A expectativa no Palmeiras é que a equipe continue rendendo bem fora de casa. O time está invicto como visitante na temporada: em 12 jogos, obteve nove vitórias e três empates.

Um dos destaques do time é o meia Gustavo Scarpa, que disputa a posição com Raphael Veiga. Ambos vêm fazendo uma boa temporada, com ótimas assistências e senso de finalização.

Scarpa entrou aos 29 do segundo tempo, na partida de ida, e encara essa partida como mais um desafio, devido ao equilíbrio entre ambas as equipes. Ele acha que, desta vez, há uma maior possibilidade de o jogo ser mais aberto.

“Ontem (quinta-feira) foi um jogo de duas equipes que se conhecem e têm respeito uma pela outra. Então, por isso, foi um confronto fechado, com os dois times com receio de se expor e sair. Mas acredito que qualquer gol que saia no Morumbi acabará abrindo o jogo e espero que seja nosso e que saibamos atuar da melhor forma para sairmos campeões”, disse, de acordo com o site do clube.

Corinthians foi o time que mais gastou dinheiro na década. Veja lista

Últimas