Futebol São Paulo atropela o Goiás em jogo atrasado e assume a liderança

São Paulo atropela o Goiás em jogo atrasado e assume a liderança

Com atuação bastante segura, Tricolor não tem dificuldades para vencer e chegar a 44 pontos. Como ainda 'deve' um jogo, time pode ampliar vantagem

  • Futebol | Do R7

Igor Gomes fez o gol que abriu caminho para a vitória do São Paulo

Igor Gomes fez o gol que abriu caminho para a vitória do São Paulo

Marcos Souza/Folhapress 03.12.20

O Campeonato Brasileiro tem um novo líder. E ele é o São Paulo! Em jogo atrasado da 1ª rodada, que não aconteceu por conta do surto de covid-19 no Goiás, o Tricolor não tomou conhecimentos do Alviverde e, com uma bela atuação, venceu por 3 a 0, fora de casa, na noite desta quinta-feira (3).

O placar foi construído com muita tranquilidade, com gols de Igor Gomes, no primeiro tempo, além de Brenner e Hernanes, que marcaram no segundo.

O resultado coloca o time paulista com 44 pontos no Brasileirão, dois a mais do que o Atlético-MG, agora vice-líder. Além disso, o São Paulo ainda tem um jogo a menos do que a maioria dos rivais, podendo ampliar a vantagem na ponta para cinco pontos. Já o Goiás, com 16, segue na última posição do torneio, cada vez mais perto do rebaixamento.

Os dois times voltam a atuar já nos próximos dias. Enquanto o Tricolor recebe o Sport, na tarde de domingo (6), no Morumbi, o s goianos fazem, no dia seguinte, o clássico local com o Atlético-GO.

O jogo
Na primeira etapa, o São Paulo se impôs desde o início e chegou a ter 70% da posse de bola. E colecionou chances. Na primeira delas, Brenner bateu para defesa de Tadeu.

São Paulo na frente
A pressão deu resultado aos 20. Igor Gomes arriscou de longe e fez 1 a 0. Gol bastante semelhante ao que ele marcou contra o mesmo Goiás alguns jogos atrás.

O time visitante teve outras oportunidades, mas não conseguiu ampliar. Ao menos lá atrás, também não era ameaçado. A única chance do Goiás foi um chute fraco de Keko já aos 45 minutos.

Troca por atacado. E gol do rival!
A atuação dos donos da casa foi tão frustrante, que o técnico Glauber Ramos decidiu mexer por atacado no intervalo, promovendo a entrada de quatro jogadores.

Brenner marcou e encerrou pequeno jejum de gols

Brenner marcou e encerrou pequeno jejum de gols

Carlos Costa/Futura Press/Folhapress 03.12.20

As trocas não só não surtiram resultado, como o São Paulo chegou ao segundo gol logo aos 3. Gabriel Sara cruzou da esquerda e Brenner apareceu bem posicionado para marcar.

Goiás melhora
Com a grande desvantagem no placar, o Goiás finalmente passou a pressionar. Aos 11, Iago Mendonça cabeceou e a bola passou perto do gol. Pouco tempo depois, Rafael Moura arriscou e mais uma vez assustou Tiago Volpi.

Aos 24, talvez a melhor chance. Rafael Moura cruzou na medida para Fernandão, que cabeceou fraco. O goleiro do São Paulo conseguiu a defesa.

O Tricolor por pouco não ampliou aos 29. Daniel Alves cruzou da direita e Brenner cabeceou. A bola chegou a tocar as redes, mas pelo lado de fora.

'Gol do Diniz'
E o terceiro gol veio aos 37. E com o "dedo" de Fernando Diniz. Vitor Bueno tabelou com Tchê Tchê e a bola sobrou com Hernanes, que mandou para as redes. Todos eles vieram do banco de reservas.

A diferença de três gols desanimou ainda mais o Goiás. E o São Paulo apenas administrou para confirmar a vitória e a liderança do Brasileirão!

GOIÁS 0x3 SÃO PAULO

Motivo: 1ª rodada do Brasileirão 2020 (jogo adiado)
Local: Estádio Hailé Pinheiro (Serrinha), em Goiânia (GO)
Data: 3 de dezembro de 2020 (quinta-feira)
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Jean Márcio dos Santos (RN) e Vinicius Melo de Lima (RN)
VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Cartões amarelos: Iago Mendonça, Rodrigues, Keko (Goiás)
Gols: Igor Gomes, aos 19 minutos do 1º tempo (0-1); Brenner, aos 3 minutos do 2º tempo (0-2); Hernanes, aos 37 minutos do 2º tempo (0-3)
GOIÁS: Tadeu; Iago Mendonça, Fábio Sanches (Rafael Moura) e Heron; Ratinho (Pintado), Breno (Pedro Marinho), Ariel Cabral (Henrique Lordelo), Gustavo Blanco e Rodrigues; Keko (Daniel Silva) e Fernandão. Técnico: Glauber Ramos
SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran (Igor Vinícius), Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Luan, Daniel Alves, Gabriel Sara (Vitor Bueno) e Igor Gomes (Tchê Tchê); Luciano (Hernanes) e Brenner (Pablo). Técnico: Fernando Diniz

Boxeadora brasileira é suspeita de espancar marido até morte na Suíça

Últimas