Campeonato Brasileiro

Futebol São Paulo atropela Botafogo e abre 7 pontos de vantagem no Brasileirão

São Paulo atropela Botafogo e abre 7 pontos de vantagem no Brasileirão

Com primeiro tempo arrasador, Tricolor vence por 4 a 0 e chega aos 50 pontos na tabela. Próximo jogo é o clássico com o Corinthians, fora de casa

  • Futebol | Do R7

Reinaldo e Brenner comemoram gol do São Paulo sobre o Botafogo

Reinaldo e Brenner comemoram gol do São Paulo sobre o Botafogo

Levi Bianco/Brazil Photo Press/Folhapress 09.12.20

O São Paulo continua firme na briga pelo título do Brasileirão. Nesta quarta-feira (9), em duelo atrasado da 18ª rodada, o Tricolor não precisou se esforçar muito para bater o Botafogo por 4 a 0, no Morumbi. O resultado deixa o time com 50 pontos, sete de vantagem para o Atlético-MG, atual segundo colocado do torneio.

O time da casa "matou o jogo" ainda no começo. Ainda no primeiro tempo, já vencia por 3 a 0, com dois gols de Brenner, e outro de Reinaldo, de pênalti. Para deixar a situação do Botafogo ainda pior, Marcelo Benevenuto foi expulso aos 33 minutos.

Se o São Paulo continua bem, o rival está cada vez mais afundado na tabela. Com a derrota, a 10ª no Brasileiro, o time carioca continua com 20 pontos, na 19ª colocação, e já cinco pontos atrás do primeiro time fora da zona de rebaixamento.

As duas equipes voltam a atuar no final de semana. Enquanto o Botafogo joga no sábado, mais uma vez fora de casa, contra o Internacional, o Tricolor tem um complicado clássico com o Corinthians, na Neo Química Arena.

Brilha o artilheiro!
Assim como fez no confronto com o Sport, no último domingo, o São Paulo iniciou o confronto pressionando, tentando o gol no início. E deu certo. Logo aos 9, Gabriel Sara cruzou da esquerda e Brenner, de cabeça, fez o primeiro.

A vantagem deixou o líder do Brasileirão ainda mais confiante, e a pressão ficou ainda mais intensa. Sempre com Brenner! Aos 15, o camisa 30 pegou rebote após cabeçada de Arboleda e acertou a trave.

Aos 26, Luciano puxou contra-ataque e serviu o companheiro de ataque, que bateu bem para fazer o seu segundo gol no jogo.

Apesar de vitória tranquila, Diniz seguiu cobrando

Apesar de vitória tranquila, Diniz seguiu cobrando

Marco Galvão/Zimel Press/Folhapress 09.12.20

Foi pra rua
Se a situação do Botafogo já estava complicada, piorou aos 33, com a expulsão de Marcelo Benevenuto após solada em Luan. O vermelho só foi mostrado após a verificação no VAR.

Gol do Rei... naldo!
O São Paulo continuou pressionando. Após boas defesas de Diego Cavalieri, Rafael Forster também tentou "espalmar" uma bola. Pênalti, que Reinaldo bateu bem e fez o terceiro.

Hora de poupar
Com a vitória já praticamente encaminhada, o São Paulo baixou bastante o ritmo na segunda etapa. Tanto é que o técnico Fernando Diniz aproveitou para poupar alguns jogadores importantes, como Luan, Gabriel Sara e Igor Gomes, alguns deles também pendurados e que, se tomassem cartão amarelo, estariam fora do clássico com o Corinthians.

Na trave!
Mas mesmo em "marcha lenta", os donos da casa seguiram criando chances. A melhor delas foi aos 33, em cabeçada de Luciano. Diego Cavalieri fez grande defesa e a bola ainda explodiu no travessão antes de sair. Pouco antes, Vitor Bueno também havia acertado a trave.

Golaço
E quando parecia que o jogo terminaria 3 a 0, Hernanes, com um belo chute de fora da área, marcou o quarto e deu números finais ao duelo no Morumbi.

SÃO PAULO 4 X 0 BOTAFOGO

Competição: Campeonato Brasileiro
Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data e hora: 09 de Dezembro de 2020 (quarta-feira), às 21h30
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Marcus Vinicius Gomes (MG)
VAR: Wagner Reway (PB)
Cartões amarelos: Pedro Raul, Rafael Forster (Botafogo)
Cartão vermelho: Marcelo Benevenuto (Botafogo)
Gols: Brenner, aos 10 minutos do 1º tempo (1-0); Brenner, aos 27 minutos do 1º tempo (2-0); Reinaldo, aos 47 minutos do 1º tempo (3-0); Hernanes, aos 44 minutos do 2º tempo (4-0)
São Paulo: Tiago Volpi, Juanfran (Igor Vinícius), Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Luan (Rodrigo Nestor), Tchê Tchê (Pablo), Gabriel Sara (Hernanes), Igor Gomes (Vitor Bueno); Brenner e Luciano. Técnico: Fernando Diniz
Botafogo: Diego Cavalieri, Marcinho, Marcelo Benevenuto, Kanu e Rafael Forster; José Welison (Luiz Otávio), Caio Alexandre e Bruno Nazário (Lecaros); Kalou (Warley), Lucas Campos (Kevin) e Pedro Raul (Matheus Babi). Técnico: Felipe Lucena (auxiliar)

'Pai' Neymar continua on! Conheça os 16 classificados na Champions

Últimas