Futebol Sampaoli reduz mudanças e parece ter encontrado Santos ideal

Sampaoli reduz mudanças e parece ter encontrado Santos ideal

Há três partidas treinador repete a escalação de nove jogadores no Peixe, conseguiu só vitórias e tendência deve continuar até fim do Brasileiro

futebol, Santos, Brasileirão, Sampaoli

Técnico fez poucas mudanças no Santos nos últimos três jogos

Técnico fez poucas mudanças no Santos nos últimos três jogos

Ivan Storti/Santos FC

À frente do Santos desde janeiro, Jorge Sampaoli segue com a rotina de não repetir escalações entre uma partida e outra da equipe. Na atual série de três vitórias, o treinador indicou que parece ter encontrado o que se aproxima da sua formação considerada ideal e em um mesmo modelo tático, o 4-3-3.

A atual série de triunfos do Santos se iniciou em 31 de outubro, quando o time superou o Bahia por 1 a 0, na Vila Belmiro. Naquela partida, vindo de dois tropeços - empate com o Corinthians (0 a 0) e derrota para o Atlético-MG (2 a 0) -, o treinador realizou quatro alterações na escalação.

E repetiu 9 dos 11 jogadores daquela formação nos compromissos seguintes, diante de Botafogo (4 a 1) e Avaí (2 a 1). São eles: o goleiro Everson, os laterais Pará e Jorge, os zagueiros Lucas Veríssimo e Gustavo Henrique, o meio-campista Carlos Sánchez e o trio de atacantes composto por Marinho, Eduardo Sasha e Soteldo.

Essa lista poderia ter mais um nome, não fosse uma lesão sofrida por Diego Pituca no clássico contra o Corinthians, problema que o impediu de ser aproveitado na partida contra o Bahia. O meio-campista, porém, é o jogador que mais vezes vestiu a camisa do Santos em 2019 - 51 jogos oficiais -, o que comprova o seu status de titular absoluto com Sampaoli.

Veja mais: Após deixar prisão, filho de Pelé assume cargo na base do Santos

O 11º nome dessa formação ideal do Santos parece ser Evandro. Contratado no início de julho, o meio-campista havia sido titular por seis jogos consecutivos, até não ser aproveitado contra o Avaí, quando ficou como opção no banco de reservas, com Sampaoli optando pela escalação do polivalente lateral Felipe Jonatan no meio-campo. De qualquer forma, Evandro é outro nome em alta no Santos, ocupando uma posição que no início da temporada foi de Jean Mota.

Mas embora Sampaoli venha deixando claro nas formações usadas que encontrou o seu time ideal no Santos, o treinador vai alterar novamente o time para o duelo de sábado com o Goiás, no Serra Dourada. Afinal, o zagueiro Gustavo Henrique está suspenso. Assim, tendo Luiz Felipe como favorito na disputa com Luan Peres e o colombiano Felipe Aguilar, busca uma nova opção para formar o sistema defensivo com Lucas Veríssimo.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

O mundo dá voltas! 5 anos atrás, Fla era 'sofrível' e Cruzeiro voava. Veja