Corrupção na Fifa
Futebol Ricardo Teixeira tem extradição pedida por Justiça de Andorra

Ricardo Teixeira tem extradição pedida por Justiça de Andorra

Ex-presidente da CBF teria participado de esquema de propina de mais de R$ 60 milhões por venda de direitos de amistosos da seleção brasileira

ricardo teixeira, extradição

Ricardo Teixeira, cuja extradição foi pedida pela Justiça de Andorra

Ricardo Teixeira, cuja extradição foi pedida pela Justiça de Andorra

Eduardo Knapp/Folhapress

O ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira, teve a extradição pedida pela Justiça de Andorra. O pedido foi feito pela juíza Canolic Mingorance, em investigação sobre lavagem de dinheiro no país. A informação foi publicada pelo Diário de Andorra. 

O processo também investiga os espanhóis Sandro Rosell, ex-presidente do Barcelona, e Joan Bessoli, parceiro de negócios de Rosell. Rosell e Bessoli estão na prisão de Soto del Real, na Espanha, desde maio de 2017 em processo por lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Segundo a investigação de Andorra, entre 2007 e 2011, houve o pagamento de 14.973.328 de euros (R$ 60,297 milhões) em propina pela venda de direitos de TV de 24 amistosos da seleção brasileira. Desse montante, Teixeira teria ficado com 8.393.328 euros, enquanto Rosell abocanhou 6,58 milhões de euros. As transações teriam sido feitas usando empresas e contas principalmente de Andorra. 

Apesar do pedido, Teixeira não deve ser preso, já que a Constituição do Brasil veta que cidadãos brasileiros sejam extraditados por causa de crime comum. 

Atletas do Brasil estão entre os mais valorizados da Europa; confira: