Futebol Recordista de empates neste Brasileirão, São Paulo esbarra em sua instabilidade

Recordista de empates neste Brasileirão, São Paulo esbarra em sua instabilidade

A campanha instável do São Paulo neste Campeonato Brasileiro passa muito pela quantidade de vezes em que o time deixou o campo com o placar igual ao do adversário. Passadas 32 rodadas da competição, ninguém empatou mais vezes do que a equipe tricolor: 12, sendo que sete foram apenas nas 13 jornadas do returno já realizadas. As outras cinco foram na primeira metade da competição, quando os são-paulinos terminaram na primeira posição.

Dos últimos oito compromissos, o time empatou cinco, incluindo o 2 a 2 com o Flamengo, no último domingo. Isto ajuda a explicar a queda de rendimento no campeonato. Se o Brasileirão tivesse começado no segundo turno, o São Paulo seria apenas o 13º colocado, com 16 pontos, três acima da zona do rebaixamento. Foi graças à "gordura" acumulada na primeira metade da competição que Diego Aguirre e companhia se encontram ainda dentro do G-4, na quarta posição, com 57 pontos.

O problema de não conseguir mais construir uma sequência de vitórias é que a distância em relação aos adversários vai diminuindo. O Grêmio, por exemplo, está a dois pontos do São Paulo. Lembrando que apenas os quatro primeiros da tabela se garantem na fase de grupos da próxima Libertadores. Quinto e sexto colocados vão para o estágio prévio do torneio continental, no qual é preciso encarar confrontos eliminatórios para confirmar uma vaga no principal torneio do continente.

Depois do clube tricolor, quem mais empatou no campeonato até o momento foram Vasco e Botafogo, com 11 resultados iguais cada. Com 15 vitórias conquistadas, o São Paulo tentará a próxima em estádio no qual jamais venceu até hoje: a Arena Corinthians foi palco de oito clássicos entre os arquirrivais. Os corintianos ganharam seis e empataram dois duelos realizados no estádio diante dos são-paulinos. As duas equipes se enfrentam às 17 horas deste sábado, na abertura da 33ª rodada do Brasileirão.

    Access log