Campeonato Brasileiro

Futebol Recheado de reservas, Flamengo empata com o já rebaixado Sport

Recheado de reservas, Flamengo empata com o já rebaixado Sport

Sem chances de ser campeão, Rubro-Negro entrou em campo com time alternativo para duelo desta sexta-feira

  • Futebol | Felippe Scozzafave, do R7

Duelo entre Sport e Flamengo foi disputado, mas terminou com placar igual

Duelo entre Sport e Flamengo foi disputado, mas terminou com placar igual

Anderson Stevens/Divulgação/Sport 03.12.21

Já sem chances de ser campeão do Brasileirão e com o vice-campeonato já garantido, o Flamengo entrou em campo com um time cheio de desfalques e ficou no empate em 1 a 1 com o já rebaixado Sport, na Arena de Pernambuco, na noite desta sexta-feira (3), em jogo atrasado da rodada 35 do Brasileirão.

Já sem objetivos no campeonato, os dois voltam a jogar na próxima segunda-feira. Enquanto os pernambucanos fazem o duelo dos garantidos na Série B com a Chapecoense, os cariocas enfrentam o Santos.

O jogo

Até pela falta de importância do jogo, o duelo foi aberto desde o início do primeiro tempo. Hugo Souza salvou o Flamengo ao menos duas vezes com defesas, sendo uma delas em chute de Hernanes que parecia dentro do gol. O time visitante, apesar dos muitos desfalques, também criou muito e foi para o intervalo com vantagem no placar: Michael completou cruzamento de Pedro e abriu o placar da partida.

O lance mais polêmico, porém, aconteceu aos 10 minutos. Renê fez falta em cima de Gustavo na entrada da área. O árbitro deu o amarelo, mas, na sequência, foi chamado para o VAR para analisar o lance, podentro trocar a cor do cartão. Ele manteve o amarelo.

O Sport voltou ligado para o segundo tempo e, em cima de erros do Flamengo, chegou com perigo até conseguir empatar o jogo. Em menos de um minuto, David Luiz, ainda no campo de defesa, furou uma bola que estava praticamente dominada e permitiu Zé Welison puxar contra-ataque. O volante abriu para Everton Felipe, que conseguiu o cruzamento, mas a jogada não vingou.

Aos cinco minutos, o Fla cometeu mais um vacilo e, dessa vez, o Leão não perdoou. Matheuzinho cabeceou, sem muita força, uma bola para trás. Gustavo Oliveira estava ligado no lance, tomou a posse de bola, invadiu a área e bateu na saída de Hugo.

Com o jogo empatado, o Flamengo tentou retomar a vantagem no placar com Michael. Aos dez minutos, o atacante caiu dentro da área após dividida com Hernanes, e Leandro Pedro Vuaden viu pênalti em cima do camisa 19. No entanto, depois de revisão no VAR, a penalidade foi desmarcada.

Praticamente no lance seguinte o Sport deu a resposta e ficou na bronca com a arbitragem. Isso porque Gustavo invadiu a área e caiu depois de uma dividida com Matheuzinho. Os jogadores e torcedores do Leão reclamaram, mas tanto Vuaden quanto o VAR não viram infração na jogada.

Depois de empatar o jogo, o Sport seguiu na pressão e, por pouco não virou. Aos 28 minutos, Everton Felipe cruzou na medida para Mikael, que cabeceou firme, mas Hugo fez uma grande defesa no reflexo.

Já mais perto do fim do jogo, foi a vez de David Luiz salvar o Flamengo. Sander fez jogada pela esquerda e cruzou para Zé Welison, que teve o gol aberto e sem goleiro para colocar o Leão na frente. O volante chutou, mas o camisa 23 estava bem posicionado para fazer o corte e mandar a bola para escanteio. No fim, nenhuma das duas equipes conseguiu vencer o duelo de rubro-negros.

Sport 1 x 1 Flamengo

Data/Hora: 03/12, às 20h
Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Jose Eduardo Calza (RS)
Árbitro de vídeo: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Cartões amarelos: Renê e Pedro (FLA), Hernanes e Paulinho Moccelin (SPT)
Gols: Michael (0-1) (39'/1ºT) Gustavo Oliveira (1-1) (05'/2ºT)
SPORT (Técnico: Gustavo Florentín): Mailson; Ewethon (Hayner, 42'/2ºT), Rafael Thyere, Sabino e Sander; Zé Welison, Marcão, Hernanes (Paulinho Moccelin, 22'/2ºT) e Gustavo (Tréllez, 42'/2ºT); Everton Felipe (Ronaldo Henrique, 27'/2ºT) e Mikael
FLAMENGO (Técnico: Maurício Souza): ​Hugo; Matheuzinho (Rodiniei, 25'/2ºT), Rodrigo Caio, David Luiz e Renê (Ramon, 29'/2ºT) ; Thiago Maia (Bruno Viana, 38'/2ºT), Diego (João Gomes, 29'/2ºT), Vitinho (Kenedy, 25'/2ºT) e Michael; Bruno Henrique e Pedro.

Hulk supera desconfiança e vira herói do título do Atlético-MG

Últimas