Preparador físico de Neymar explica trabalho feito na quarentena

Ricardo Rosa está com atacante todo período do isolamento: 'O trabalho é para que possa voltar a qualquer momento para França em boas condições'

Ricardo Rosa trabalha com Neymar desde o Santos, passou Barcelona e é do PSG

Ricardo Rosa trabalha com Neymar desde o Santos, passou Barcelona e é do PSG

Reprodução Instagram @rica.rosa64

Neymar está no Brasil em quarentena há dois meses. Na sua mansão em Mangaratiba, Rio de Janeiro, o atacante não fica só nas lives dos amigos, no vídeo game ou recebendo visitas especiais. Ele mantém o ritmo de treino intensivo. Com o apoio do preparador físico Ricardo Rosa, os trabalhos acontecem todos os dias, às vezes em dois períodos, para que ele volte na melhor condição possível.

"Eu tô treinando até mais forte do que no clube na verdade, com mais atividades pra compensar a falta de jogos. A intenção é estar pronto pra quando sinalizarem com o retorno das atividades no clube eu estar na melhor condição possível. Claro que a 'competição' faz falta, mas o Rica fez um planejamento que está sendo cumprido à risca", afirma Neymar via assessoria de imprensa. 

Entre as atividades para compensar a falta da rotina de campo está o tão criticado futevôlei. De acordo com Ricardo, essa não é o único método usado para simular jogo.

"Na parte mais específica daquilo que exige o futebol, o trabalho com bola na rede de futevôlei e também no campo. Procuramos fazer alguns jogos de maneira lúdica. Acredito que desta maneira ele deve retornar em uma boa condição, já que devemos voltar com pouco tempo para treinar e já retomar os jogos", conta Rosa, também via assessoria.

O último jogo disputado por Neymar foi as oitavas de final da Liga dos Campeões, contra o Borussia Dortmund, no dia 12 de março. Ainda sem data prevista para que a competição volte, Ricardo tenta manter a condição do atacante pronta para voltar a qualquer momento. 

"Manter saudável e bom nível de performance para que possa voltar a qualquer momento para França e em boas condições. Os trabalhos continuam sendo variados e a gente tem feito não só a parte de força, mas também preventivo, mobilidade, liberação Miofascial (tipo de massagem em pontos do corpo e que ajudam a relaxar e alongar os músculos), estabilidade das articulações que necessitam mais e na parte cardiorrespiratória", explica o preparador. 

Sem definição do retorno das atividades no Paris Saint-Germain, Neymar segue por aqui. Mas pronto para pegar o avião assim que o telefone tocar com ligação do PSG. 

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Craque de bola e DJ: conheça quem apareceu na mansão de Neymar