Pelé

Futebol Pelé encontra Mbappé e lamenta: "Pena que não jogou no Santos"

Pelé encontra Mbappé e lamenta: "Pena que não jogou no Santos"

O francês, por sua vez, reverenciou o eterno camisa 10 do Santos e da seleção brasileira e disse que sonhava em se encontrar com o "Rei do Futebol"

  • Futebol | Da EFE

Pelé encontrou Mbappé em evento na capital francesa

Pelé encontrou Mbappé em evento na capital francesa

Ian Langsdon/EFE/02-04-19

Pelé enfim se encontrou nesta terça-feira com o atacante francês Kylian Mbappé, do Paris Saint-Germain, em um evento publicitário realizado na capital da França, meses depois de uma troca de mensagens elogiosas no Twitter, durante a Copa do Mundo.

Leia mais: Pelé faz aniversário e celebra 78 anos ainda como referência mundial

O Rei do Futebol se derreteu em elogios ao jovem, de 20 anos, que foi um dos destaques da conquista dos 'Bleus' na Rússia, chegando a dizer que se tratava de um jogador que, pela forma de atuar, poderia se passar por um brasileiro.

"Uma pena que não jogou no Santos", brincou Pelé, durante a conversa entre os dois, que não foi aberta a perguntas para os jornalistas presentes.

O francês, por sua vez, reverenciou o eterno camisa 10 do Peixe e da seleção brasileira, com quem vem sendo comparado em diversos momentos neste início de carreira.

Veja também: Pelé torce por recuperação de Maradona depois de cirurgia

"O futebol me ajudou a realizar sonhos. A lenda sempre foi Pelé, e encontrá-lo era um sonho. Eu admirava a qualidade que ele tinha para finalizar as jogadas, a elegância. Sempre me inspirei nele", disse o atacante do PSG.

Questionado se um dia poderia alcançar a marca do Rei do Futebol, que chegou aos 1.235 gols, conforme o próprio Pelé lembrou, Mbappé admitiu que precisaria de alguns atalhos para conseguir.

"Só se me deixarem contar os do videogame", se divertiu o francês.

Ao ídolo brasileiro foi pedido um conselho ao jovem, mas, Pelé mostrou acreditar na maturidade de Mbappé e só pediu atenção para sempre poder estar bem em campo.

"Acho que, de conselho, ele não precisa mais, pois é bem preparado. Mas, na nossa posição, meu pai sempre falava que jogar bem é um dom de Deus, e se você não estiver preparado fisicamente, não vai conseguir mostrar aquele dom. É preciso se cuidar na parte física, da sua saúde. É o que te faz ir longe", afirmou.

O encontro entre Pelé e Mbappé, únicos jogadores na história a marcar em final de Copa do Mundo, com menos de 20 anos de idade, deveria ter acontecido em novembro, também promovido por uma marca de relógios que patrocina ambos, mas, acabou adiado por causa de problemas de saúde do Rei do Futebol.

Com 1 brasileiro, revista nomeia 50 maiores treinadores da história

Últimas