El Camino Rubro-negro
Futebol Ônibus do Fla se perde e fica sem grana para combustível e pedágio

Ônibus do Fla se perde e fica sem grana para combustível e pedágio

Após comboio da Buser se separar, motorista errou caminho e causou atraso na viagem, que já dura 103h. Passageiro sofreu um deslocamento de clavícula

el camino rubro-negro, flamengo, libertadores, river, fla

Animação deu lugar à frustração em viagem a Lima

Animação deu lugar à frustração em viagem a Lima

Raian Cardoso/Record TV

A euforia dos torcedores do Flamengo que embarcaram em três ônibus da Buser, no Rio de Janeiro, na última segunda-feira (18), deu lugar à frustração e à raiva nos últimos dias de viagem com destino a Lima, no Peru. A jornada já dura mais de 100 horas de estrada, saga que está sendo relatada no El Camino Rubro-Negro.

Os torcedores do clube que estão no ônibus 3, que foi locado e está totalmente descaracterizado com as cores da empresa, foi deixado para trás em um dos controles de fronteira. Os outros dois ônibus da Buser já chegaram a Lima na noite de quinta-feira (21). Cada passageiro pagou, pelo menos, R$ 700 pela ida até Lima (um trecho).

De acordo com os passageiros e o próprio motorista do ônibus, a pessoa responsável pelo planejamento da viagem estava no primeiro coletivo. O motorista do ônibus precisou tomar várias decisões sobre o caminho por conta própria, o que provocou erros e, consequentemente, atrasos.

Em um desses casos, o coletivo precisou percorrer 90 km no sentido contrário, porque um ponto de fronteira permanece fechado no período noturno. O motorista não tinha essa informação.

Ônibus se separou do comboio e ficou sem dinheiro para pedágio no Peru

Ônibus se separou do comboio e ficou sem dinheiro para pedágio no Peru

Raian Cardoso/Record TV

Questionada, a Buser disse que “nunca, em momento algum, informou que a viagem com destino à Lima, no Peru, seria realizada em caravana com os ônibus fretados por meio da plataforma”.

Supostamente, essa pessoa responsável pelo plano de viagem também estaria com o dinheiro para pedágios e combustível. Sem dinheiro, o motorista do ônibus 3 teve de recorrer aos próprios passageiros, uma vez que não tinha a moeda peruana para os pedágios.

A Buser informou, em nota, que “cada veículo possui uma equipe de motoristas que são responsáveis para a realização do trajeto” e frisou que “todos receberam da plataforma o plano de viagem que precisariam seguir para chegar ao destino final no tempo estipulado pela empresa”.

Para completar, um passageiro sofreu um deslocamento de clavícula dentro do ônibus. O motorista, então, procurou o posto de saúde mais próximo, mas os médicos não quiseram colocar o ombro no lugar sem fazer uma radiografia. Com isso, o passageiro permaneceu com a lesão por mais, pelo menos, 5 horas de estrada.

Em nota, a Buser informou que “o passageiro que precisou de atendimento médico recebeu todo o suporte e atenção não apenas no posto médico onde foi atendido, mas também da plataforma que disponibiliza dois seguros viagem”. Disse ainda que “o que importa é a segurança de cada buseiro que pegou a estrada para realizar o sonho de assistir a final da Libertadores 2019”.

A previsão é que o último ônibus chegue a Lima por volta de meia-noite (de Brasília) desta sexta-feira (22) — 22h no horário peruano. O Rubro-Negro enfrenta o River Plate, da Argentina, no próximo sábado (23), às 17h, pela final da Taça Libertadores.

Leia a nota oficial da Buser, na íntegra, abaixo:

"A Buser informa que desde o início da divulgação das ações promocionais, nunca, em momento algum, informou que a viagem com destino à Lima, no Peru, seria realizada em caravana com os ônibus fretados por meio da plataforma. Outro ponto importante a se destacar é sobre a qualidade de todos os veículos disponibilizados para esta viagem. Em ônibus leito, os buseiros estão recebendo atenção e suporte necessário durante todo o trajeto, além do monitoramento digital 24h, feito pela equipe da plataforma.

Nas viagens realizadas pelas empresas parceiras da Buser, inclusive nesta para Lima, cada veículo possui uma equipe de motoristas que são responsáveis para a realização do trajeto. Todos receberam da plataforma o plano de viagem que precisariam seguir para chegar ao destino final no tempo estipulado pela empresa.

A Buser explica ainda que o passageiro que precisou de atendimento médico, recebeu todo o suporte e atenção não apenas no posto médico onde foi atendido, mas também da plataforma que disponibiliza dois seguros viagem. Porém, isso ocasionou um pequeno atraso deste veículo em que este passageiro se encontrava que precisou ficar por algum tempo parado enquanto ele recebia o atendimento médico. Para a plataforma o que importa é a segurança de cada buseiro que pegou a estrada para realizar o sonho de assistir a final da Libertadores 2019.

A plataforma explica que todos os ônibus chegarão ainda hoje em Lima, de acordo com a nova previsão feita nesta manhã. Por motivos de segurança, a Buser não divulgará o novo horário e nem local de desembarque.

Mesmo com dias de estrada, o clima entre os passageiros segue sem anormalidades, de acordo com informações repassadas diariamente pelos seguranças alocados dentro de cada veículo e que são parte da equipe operacional da plataforma, designada especificamente para este trajeto.

A Buser explica ainda que realizou duas ações promocionais em suas redes sociais. Com a ação, #JogaremosJuntosnoPeru, a Buser ofereceu transporte até Lima para os torcedores que já tinham garantido o seu ingresso. O custo da viagem seria no valor de apenas R$ 10. Na segunda ação, #SortudosBuser, a plataforma sorteou no seu Instagram quatro combos, que incluíam transporte, seguro-viagem, estadia, ingressos e direito a um acompanhante. Além disso, disponibilizou o frete de ônibus para torcedores que já estariam com o ingresso em mãos e buscavam uma viagem mais barata, porém, segura.

Por fim, a plataforma solicita que após o término da viagem, os torcedores que se sentirem lesados podem solicitar a devolução do valor.

Buser Brasil"