Copa do Mundo

Futebol Neymar lembra joelhada: '2 cm ao lado e eu não poderia mais andar'

Neymar lembra joelhada: '2 cm ao lado e eu não poderia mais andar'

Brasileiro levou entrada dura do colombiano Zuniga durante jogo e teve que deixar a Copa de 2014 ainda nas quartas de final

  • Futebol | Do R7

Grande nome da seleção brasileira na atualidade, Neymar já viveu por momentos complicados com a "Amarelinha". O mais tenso deles, certamente, foi a lesão nas quartas de final da Copa do Mundo de 2014, quando tomou uma joelhada do colombiano Zuniga e ficou um bom tempo afastado do futebol.

"Foi um dos piores momentos da minha carreira. E acabou tirando o meu sonho de continuar jogando a Copa do Mundo. De jogar as semifinais, de jogar a final", explicou o craque, em entrevista à Dazn.

Aviso, ou blefe, de Neymar: '2022 será a minha última Copa. Não aguento mais'

O jogador detalhou tudo o que viveu em 4 de julho de 2014: "Quando eu sinto as costas, lembro que o Marcelo tenta me levantar, só que estava doendo muito. Eu tento mexer minhas pernas e não consigo. Não tenho forças para levantar. Aí eu falo 'não dá, não dá, não sinto nada' e vou para a enfermaria. Faltavam acho que dois minutos para terminar o jogo. Eu vou para a enfermaria do estádio e eu lembro que estava com uma perna dobrada e a outra totalmente esticada. O médico pega e estica minha perna, para ficarem as duas esticadas, e dá um choque. Eu não conseguia mexer meus pés. É quando eu começo a chorar desesperadamente".

Colombiano acertou joelhada nas costas de Neymar em jogo da Copa do Mundo

Colombiano acertou joelhada nas costas de Neymar em jogo da Copa do Mundo

AFP

Segundo ele, já no hospítal, o Doutor José Luiz Runco, médico da seleção na época, diz que tem duas notícias, uma boa e uma ruim, e pergunta qual Neymar gostaria de ouvir primeiro.

"Eu peço a ruim e ele fala que eu estava fora da Copa. Eu, já chorando, pergunto qual é a boa. 'A boa é que, se fosse 2 centímetros para o lado, você não iria mais andar'. Eu comecei a chorar, triste por estar fora da Copa, por me lesionar", lembrou.

O craque também recorda o encontro com os outros jogadores da seleção. E o clima era realmente "de velório": "Todo mundo estava com o olho vermelho, chorando. Meu pai também estava. Eu não consegui falar nada. Só chorava de tristeza. Era um momento muito triste para mim".

Já sem Neymar, alguns dias depois, o Brasil perdeu por 7 a 1 para a Alemanha.

Sal grosso ajuda Santos no VAR! Veja 7 destaques do fim de semana

Últimas