caso daniel
Futebol Moto usada por Edison Brittes pertence a traficante, diz polícia

Moto usada por Edison Brittes pertence a traficante, diz polícia

Polícia Civil apreendeu na manhã desta sexta (9) a motocicleta usada pelo empresário Edison Brittes Júnior, preso pelo assassinato do jogador Daniel

assassinato de daniel

A Polícia Civil apreendeu a moto usada por Edison Brittes

A Polícia Civil apreendeu a moto usada por Edison Brittes

Divulgação

A Polícia Civil apreendeu na manhã desta sexta-feira (9) uma motocicleta Honda CBR 1000Rs Repsol, que estava sendo usada pelo empresário Edison Brittes Júnior, preso pelo assassinato do jogador Daniel Corrêa, em São José dos Pinhas, na região metropolitana de Curitiba (PR), no último dia 27 de outubro. 

Sexo, traição e vingança: por que o jogador Daniel foi assassinado

A moto apreendida, avaliada em R$ 60 mil, que estava na garagem da casa de Edison, está em nome de uma pessoa presa pela Polícia Federal pelo crime de tráfico de drogas.

Casal Brittes com a moto apreendida pela Polícia Civil, em Curitiba

Casal Brittes com a moto apreendida pela Polícia Civil, em Curitiba

Reprodução/Instagram

Amadeu Trevisan, titular da regional da Polícia Civil de São José dos Pinhais e delegado responsável pelo caso, confirmou que essa moto vinha sendo usada há muito tempo pelo casal Brittes e que agora vai incluir essa informação no inquérito do caso Daniel. Além disso, deverá ainda abrir um novo inquérito policial para buscar a relação de Daniel com o traficante e um outro possível crime. 

Daniel Corrêa, que estava emprestado ao São Bento (SP) para a disputa da Série B do Brasileirão, foi morto no mês passado. A polícia já prendeu seis suspeitos de participação no assassinato: Edison Brittes, que confessou ter matado o jogador, Cristiana Brittes, Allana Brittes, uma quarta pessoa que teria envolvimento na morte, no início da semana, além de mais dois jovens nesta quinta-feira (8). 

Do Cruzeiro ao São Bento: Relembre a trajetória de meia Daniel

    Access log